Mundo

Menina faz parto da irmã graças a programa de TV

Uma menina britânica ajudou a fazer o parto da irmã graças ao que aprendeu com um programa televisivo. Quando as águas da mãe rebentaram com as duas sozinhas em casa, Trinity Culley manteve a calma e ajudou a bebé a vir ao mundo.
Versão para impressão
Uma menina britânica ajudou a fazer o parto da irmã graças ao que aprendeu com um programa televisivo. Quando as águas da mãe rebentaram com as duas sozinhas em casa, Trinity Culley, de apenas 10 anos, manteve a calma e acabou por ter um papel fundamental na vinda ao mundo da bebé Jasmin.
 
De acordo com a imprensa inglesa, a jovem Trinity, natural de Essex, em Inglaterra, socorreu-se de uma série de dicas que aprendeu ao ver, às escondidas, no seu quarto, o programa”One Born Every Minute”, uma espécie de 'reality-show' britânico que documenta o funcionamento da ala de obstetrícia de um hospital e acompanha diversos partos.
 
Embora os pais a tivessem proibido de ver o programa por ser “demasiado explícito” para a sua idade, a rebeldia da criança foi, no fim de contas, muito mais útil do que Dee e Terry Culley, os progenitores, poderiam pensar.
 
Quando as águas de Dee rebentaram, duas semanas antes do previsto, a menina entrou, de imediato, em ação. Enquanto o pai tentava, depois de saber do que se passava, falar, através do telefone, com alguém que pudesse levar a mulher até ao hospital, a menina juntou toalhas e cobertores e garantiu à mãe que tudo iria correr pelo melhor. 
 
Numa questão de minutos, a pequena Jasmin nasceu, saudável, na sala da casa da família. “As minhas águas rebentaram e, quando avisámos o meu marido, ele pediu à mãe que viesse ter connosco para nos levar ao hospital, mas quando ela chegou a bebé já tinha nascido”, conta Dee Culley, citada pelo jornal britânico Daily Mail.
 
“No momento em que entrei em trabalho de parto, a Trinity virou-se para mim e disse: 'Mãe, está tudo bem. Eu vi o 'One Born Every Minute'. Vou buscar toalhas. Ela foi fantástica”, recorda a mãe da menina, que, à data, ainda não tinha celebrado o seu 10.º aniversário.
 
“Não há palavras para expressar o quão orgulhosa estou dela. Acho que outras raparigas da idade dela não teriam conseguido manter-se tão calmas e sabido o que fazer”, destaca ainda a progenitora, que confessa que a filha “não ficou impressionada com nada”.

Uma ligação especial com a irmã bebé
 

De acordo com Dee, “seria de pensar que uma menina de nove anos desataria a correr e a chorar, mas ela não o fez.” Eu disse-lhe que a televisão que ela tem no quarto não é para ver este tipo de programa, mas ela respondeu: 'Não estás satisfeita por tê-lo feito? Se não tivesse visto não saberia o que fazer'. E não há argumento para a contrariar”, admite a mãe.
 
Pouco depois do nascimento, uma equipa de paramédicos, acompanhada de uma parteira, chegou à casa da família e, após ter sido observada, a mãe pôde ficar a repousar no conforto do lar sem a necessidade de ir até ao hospital.
 
Desde a emoção do parto, Dee e Terry, que já eram pais de três crianças, têm dedicado o seu tempo a dar as boas-vindas a Jasmin – e a jovem Trinity tem participado de perto no seu dia-a-dia. “Elas têm uma ligação especial”, finaliza a progenitora.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes e Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close