Ciência Em Destaque

Melhor doutoramento do mundo em alvenaria é de uma ex-aluna da Universidade do Minho

Susana Moreira, investigadora de 31 anos, é a primeira portuguesa a receber o “Best Doctoral Dissertation Award”, da “The Masonry Society”.
Versão para impressão
por redação

A “Melhor Dissertação de Doutoramento” pretende premiar a contribuição de jovens investigadores no domínio da construção em alvenaria – assentamento de blocos, pedras ou tijolos através de argamassa. “Para além de representar uma grande conquista pessoal, o prémio contribui para o reconhecimento internacional da qualidade da investigação desenvolvida na UMinho, em particular no Instituto para a Sustentabilidade e Inovação em Estruturas de Engenharia”, diz Susana Moreira em comunicado.

O galardão deve-se ao trabalho “Seismic retrofit of masonry-to-timber connections in historical constructions”, sob orientação de Luís Ramos e de Daniel Oliveira, professores da Escola de Engenharia da UMinho. Aborda, de forma pioneira, o comportamento sísmico da ligação entre as paredes de alvenaria e os pavimentos de madeira em edifícios antigos construídos durante o século XIX e o início do século XX.

No âmbito desta tese de doutoramento premiada, foram desenvolvidos protótipos de reforço de ligações, testados em laboratório de forma a propor métodos de dimensionamento para engenheiros projetistas. “A investigação foi motivada pela necessidade de diminuir a vulnerabilidade sísmica de construções antigas de alvenaria e, também, por se ter verificado que ligações débeis podem afetar a estrutura de monumentos históricos e comprometer a sua segurança”, realça Susana Moreira.

Sismos em edifícios antigos podem vir a ser prevenidos

A médio prazo, estas soluções poderão ser aplicadas em Portugal. “É expectável que as ligações reforçadas melhorem a resposta sísmica dos edifícios antigos, mitigando os efeitos nefastos de eventuais sismos e atuando na proteção de vidas humanas e na diminuição de perdas económicas”, acrescenta a investigadora. Os próximos estudos passarão por analisar a influência das ligações não reforçadas e reforçadas na resposta global da estrutura.

Susana Moreira é natural de Vila Real. Formou-se em Engenharia Civil na Universidade do Porto, tendo realizado na UMinho um mestrado avançado em análise estrutural de monumentos e construções históricas (SAHC). Já colaborou com várias empresas do setor da construção, como a Mota-Engil e Projenor. É, desde abril de 2016, professora da Pontifícia Universidade Católica do Perú, país conhecido pela sua elevada atividade sísmica.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close