Ciência

Médicos reconstroem crânio de bebé doente

NULL
Versão para impressão
Uma equipa de médicos britânicos conseguiu, com sucesso, remodelar o crânio de um menino com síndrome de Apert, uma doença genética extremamente rara que produz malformações crânio-faciais e também nas mãos e pés.

Ao longo de quatro horas de cirurgia, o cirurgião David Johnson reconfigurou o crânio de Finley, de modo a dar-lhe mais espaço para que o cérebro cresça, evitando complicações como o aumento da pressão intracranial, doenças cardio-respiratórios e cegueira.

Finda a operação, a criança conseguiu, pela primeira vez, fazer algo tão simples como fechar os olhos, reporta a BBC.

Ainda assim, Finley terá que ser submetido a novos procedimentos dentro de alguns anos para que a sua face tenha uma proporção normal.

O Hospital John Radcliff, onde a operação decorreu, é especializado neste tipo de casos. Além dos cirurgiões plásticos, as crianças são observadas por neurocirurgiões, fonoaudiólogos, optometristas e psicólogos.

Existe também uma equipa de terapeutas que apoiam os pais em períodos de maior stresse, ajudando-os a lidar com o estigma associado à síndrome.

“O mais difícil de suportar são os olhares das pessoas”, disse o pai da criança, Lee Amey, à BBC. “Numa fase inicial, era difícil lidar com isso, mas hoje incentivo as pessoas a fazer perguntas para que eu possa explicar o que aconteceu”.

“Finley não é diferente de ninguém. Ele apenas parece diferente”, acrescenta.

[Notícia sugerida pelo utilizador Pedro Costa]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close