Em Destaque Saúde

Máquinas de venda de alimentos proibidas em todos os hospitais e centros de saúde

Alimentos com excesso de açúcar vão ser retirados
Versão para impressão
por redação

Vão ser recolhidas em todas as instituições do Serviço Nacional de Saúde as máquinas de venda de alimentos com elevados níveis de açúcar, sal e gorduras. Estas passam a ser proibidas em todos os hospitais e centros de saúde.

A venda de salgados, pastelaria, pão com recheios doces, charcutarias, sandes com molhos de maionese, ketchup ou mostarda, bolachas açucaradas, refeições rápidas e bebidas alcoólicas vai ficar proibidas.

Também vai ser reduzida a quantidade de açúcar nas máquinas de venda de bebidas quentes, passando a poder ter no máximo cinco gramas.

O despacho entrou em vigor no dia 6 de setembro. De “forma faseada e progressiva”, as máquinas têm de disponibilizar obrigatoriamente garrafas de água e devem dar prioridade a alimentos como iogurtes, leite simples, preferencialmente sem adição de açúcar, sumos de frutas e néctares, pão adicionado de queijo pouco gordo, fiambre com baixo teor de gordura e sal, carne, atum ou outros peixes de conserva e fruta fresca.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close