Sociedade

Mais vagas para abrigar vítimas de violência doméstica

Portugal vai passar a ter mais 32 vagas para acolher vítimas de violência doméstica. As casas de abrigo vão ser financiadas pelo Estado com verbas provenientes dos jogos da Santa Casa da Misericórdia.
Versão para impressão
Portugal vai passar a ter mais 32 vagas para acolher vítimas de violência doméstica. As casas de abrigo vão ser financiadas pelo Estado com verbas provenientes dos jogos da Santa Casa da Misericórdia.
 
Em entrevista exclusiva à Rádio Renascença, Teresa Morais, secretária de Estado  da Segurança Social, falou do acordo assinado esta sexta-feira entre aquela secretaria de Estado e 11 entidades da rede pública de casas de abrigo.
 
Segundo Teresa Morais, embora não resolva totalmente o problema, a medida é de grande importância porque irá permitir “retirar este número de pessoas de uma situação de emergência em que muitas vezes são acolhidas, em pensões ou noutro tipo de instituições, que não têm uma vocação específica para o acolhimento de vítimas de violência doméstica”.
 
 As 11 casas de abrigo que se prestaram a disponibilizar as novas vagas vão ser apoiadas financeiramente pelo Governo, que vai ceder-lhes um total de 307 mil euros, montante angariado através dos jogos sociais explorados pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML).
 
De realçar que a SCML anunciou, recentemente, no seu site oficial, que os jogos sociais por si explorados alcançaram, em 2012, a maior receita de vendas de sempre, gerando mais de 1.700 milhões de euros.
 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close