Sociedade

Mais cultura e comércio no Terreiro do Paço

NULL
Versão para impressão

A Câmara Municipal de Lisboa e a Associação de Turismo de Lisboa vão desenvolver, na sequência do protocolo celebrado esta sexta-feira com o Governo de Portugal, um projeto de reconversão da Ala Nascente do Terreiro do Paço.

A partir de Junho de 2012, Lisboa contará com novos espaços comerciais, lúdicos e culturais que refletem uma capital vanguardista mas também histórica e autêntica e que dinamizam a vivência da Praça do Comércio e zona oriental da Baixa Pombalina, informa a autarquia em comunicado.

Serão instalados nesta área o “Lisboa Story Centre” (um centro de interpretação dedicado à história de Lisboa), cinco estabelecimentos de restauração e bebidas (uma cervejaria, um restaurante, dois cafés e um bar), uma loja de flores, um food court com um espaço para animação e eventos e WC’s públicos.

Os estabelecimentos de restauração e bebidas, o espaço para animação e eventos, o Torreão Nascente e os WC’s públicos têm inauguração prevista para Junho de 2012.

Por sua vez, o Lisboa Story Centre abrirá as suas portas em Outubro de 2012.  Este equipamento será um “portal” de acesso à cidade e ao seu património, uma plataforma de consolidação de conhecimentos para grupos escolares e um espaço para visitantes mais interessados, que poderão efectuar consultas à sua extensa base de dados.
 
O grande salão situado no Torreão Nascente – onde funcionou, até 1994, a Bolsa de Lisboa – será restaurado e objecto de uma intervenção minimalista, destinada a albergar as novas funções a que se destina: um espaço polivalente, vocacionado para a realização de eventos públicos e privados da mais diversa natureza.

Será, ainda, desenvolvido um projecto de ocupação do espaço público, com instalação de esplanadas equipadas, com um total de 1216 lugares, um espaço dedicado à animação de rua e uma banca de florista.
                                                            
No total, esta operação de reconversão representará um investimento de 10 milhões de euros (7 milhões de euros suportados pela ATL e os restantes 3 milhões pelos concessionários) e está em linha com o estabelecido no Plano Estratégico para o Turismo de Lisboa 2011-2014 (TLx14), no que respeita ao renascer de um ponto de encontro numa Praça Capital: Terreiro do Paço.

Na sequência da intervenção, é criado um pólo comercial e cultural, que à semelhança da Ala Poente do Terreiro do Paço – Pátio da Galé – constitui uma âncora na dinamização da oferta turística da cidade. Em oito meses de existência, o Pátio da Galé, já foi palco de mais de 34 eventos, que ocuparam 132 dias e onde participaram cerca de 143 mil pessoas.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close