Mundo

Luso-descendente nomeado conselheiro de Obama

O luso-descendente David Simas, de 42 anos, foi nomeado assessor e conselheiro do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na área da comunicação e estratégia. O anúncio foi feito esta sexta-feira na Casa Branca, avança a agência Lusa.
Versão para impressão
O luso-descendente David Simas, de 42 anos, foi nomeado assessor e conselheiro do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na área da comunicação e estratégia. O anúncio foi feito esta sexta-feira na Casa Branca, avança a agência Lusa.

O advogado luso-descendente foi diretor de sondagens dos democratas durante a última campanha presidencial. Durante os primeiros dois anos de mandato de Barack Obama serviu como assessor do conselheiro David Axelrod.

David é filho de António Simas, do Faial da Terra, São Miguel, Açores, e de Deolinda Matos Simas, de Abela, Alentejo. Os dois portugueses emigraram para Taunton, em Massachusetts, nos anos 60. Foi neste estado americano que nasceu David e a irmã, Melissa, jornalista que apresentou o noticiário do Kark 4, um canal afiliado da NBC, até 2012.

David Simas é licenciado em Ciência Política, na Universidade de Stonehill, e Direito, na Escola de Direito de Boston. Tornou-se conhecido na comunidade portuguesa ao exigir às companhias de televisão por cabo que incluíssem a RTP Internacional nos seus pacotes. Já como advogado, tornou-se colunista de um jornal da comunidade e participou em programas de rádio.

Acabou por ser contratado para o Congresso de Massachusetts, onde ficou até 2007, ano em que foi nomeado chefe de gabinete do governador Deval Patrick. Há quatro anos, o homem que inventou o slogan “Yes We Can”, David Axelrod, convidou-o para a Casa Branca.

“Este é o meu amigo David Simas”

Na cimeira da NATO em Lisboa, em Novembro de 2010, Barack Obama apresentou Simas à comunicação social. “A família do David está a ver”, disse o Presidente dos Estados Unidos, apresentando: “Este é o meu amigo David Simas”.

A equipa de pesquisa de opinião pública que liderou na campanha foi considerada pioneira, tendo sido elogiada por democratas e republicanos. Após as eleicões, Simas foi apontado como um possível substituto de John Kerry no Senado, de saída para o cargo de secretário de Estado, ou como candidato a governador nas eleições de 2014.

Na altura, em declarações ao Boston Globe, disse: “Estou comprometido a estar aqui [em Washington] para os próximos anos. Estou aqui fisicamente e mentalmente”.

[Notícia sugerida por Elsa Martins]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close