Ciência

Lua tem mais água do que se pensava

Novos resultados de uma missão da Nasa (Agência Espacial Norte-americana) realizada há pouco mais de um ano mostram que existe muito mais água na Lua do que os cientistas imaginavam. Em apenas uma cratera do satélite, calcula-se que pode haver quase
Versão para impressão
Novos resultados de uma missão da Nasa (Agência Espacial Norte-americana) realizada há pouco mais de um ano mostram que existe muito mais água na Lua do que os cientistas imaginavam. Em apenas uma cratera do satélite, calcula-se que pode haver quase 4 mil milhões de litros, o suficiente para encher 1,5 mil piscinas olímpicas.

A prova de que a Lua é um mundo dinâmico, e não seco e desolado, oferece a possibilidade da criação de postos espaciais, nos quais futuros astronautas poderiam encontrar água para beber e para fabricar combustível para naves, dizem cientistas num artigo publicado na revista Science.

Em outubro do ano passado, a Nasa lançou o foguete Centauro, a cerca de 100 quilómetros do polo sul do satélite, contra a cratera Cabeus o que libertou enormes quantidades de água, gelo, mercúrio, monóxido de carbono, amoníaco e ainda metais prateados. 
 
“Os recursos estão lá e são potencialmente utilizáveis em futuras missões”, afirmou em conferência de imprensa o cientista Anthony Colaprete, do Centro de Pesquisa Ames da Nasa, que comparou a cratera de cerca de 100 quilómetros de diâmetro por 25 de profundidade a um oásis no deserto. O fundo desta cratera não recebe a luz do sol há milhares de anos.

“Este lugar parece uma arca do tesouro dos elementos, de compostos que foram liberados por toda a Lua e que foram reunidos nesta cratera de sombra eterna”, disse ainda o geólogo planetário Peter Schultz, da Universidade Brown, de Rhode Island, no artigo da revista Science.

Anthony Colaprete e seus colegas estimaram que 5,6 por cento da massa total dentro da cratera Cabeus seja composta por água congelada.

Provavelmente, a prata está presente em pequenas partículas, e não numa forma que possa ser explorada, disseram os investigadores.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close