Ambiente

Lisboa reduz tempo de iluminação nos monumentos

A Basílica da Estrela será o primeiro monumento da capital portuguesa cujo período de iluminação será reduzido em uma hora, com o intuito de poupar na fatura energética anual. Segundo José Sá Fernandes, vereador do Ambiente Urbano, a medida permitirá
Versão para impressão
A Basílica da Estrela será o primeiro monumento da capital portuguesa cujo período de iluminação será reduzido em uma hora, com o intuito de poupar na fatura energética anual. Segundo José Sá Fernandes, vereador do Ambiente Urbano, a medida permitirá um ganho de 28 mil euros.

De acordo com o jornal Público, o anúncio foi feito na conferência “A Estratégia Energético-Ambiental para Lisboa e o Pacto de Autarcas”, realizada ontem e promovida pela Agência Municipal de Energia e Ambiente.

José Sá Fernandes prevê estender a medida a toda a cidade, estando já a ser estudada uma forma de a aplicar às igrejas de Nossa Senhora da Oliveira (São Nicolau), da Madalena, da Conceição Velha (Rua da Alfândega) e às colunas do Parque Eduardo VII.

O autarca relembrou ainda a recente substituição de 1420 ópticas de semáforos com lâmpadas incandescentes por luzes LED, que já permitiu poupar 513 Mwh de energia, traduzindo-se num benefício de 80 mil euros.

Recorde-se que a Câmara de Lisboa comprometeu-se, ao abrigo do Pacto dos Autarcas, assinado em 2009, em Bruxelas, a reduzir o consumo de energia, água e materiais até 2013, para reduzir as emissões de CO2.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close