Sociedade

Lisboa: Projeto acompanha idosos na rotina diária

Graças ao programa "Vassouras & Companhia", os mais velhos têm a companhia constante de voluntários durante a realização da rotina diária, quer para os ajudar a cuidar da casa, quer seja para ir ao banco, ao supermercado ou à missa.
Versão para impressão
Há um projeto que está a tornar mais fácil (e menos solitário) o dia-a-dia dos idosos da freguesia de São José, em Lisboa. Graças ao programa “Vassouras & Companhia”, os mais velhos têm a companhia constante de voluntários durante a realização da rotina diária, quer para os ajudar a cuidar da casa, quer seja para ir ao banco, ao supermercado ou à missa.
 
“Este é um projeto que visa dar apoio ao idoso e aos dependentes, mesmo que temporários”, explica à Lusa o presidente da junta de freguesia de São José, responsável pelo programa, Vasco Morgado.
 
“Fazemos a lida da casa, a higiene, as compras, recados, vamos com eles ao banco levantar a reforma para não irem sozinhos e acompanhamo-los na simples ida à igreja ao domingo de manhã”, conta o dirigente.
 
Porém, garante Vasco Morgado, o programa vai mais além. “Já ajudámos uma idosa a arranjar uma casa com mais condições e já socorremos idosos que encontrámos caídos no chão”, recorda.
 
Adicionalmente, o projeto, que dá apoio a 63 pessoas e “emprego” a 11, tem também ajudado a aproveitar as iniciativas de inserção social, uma vez que vai “buscar pessoas ao rendimento mínimo social para prestarem apoio aos idosos e aos dependentes”.
 
“As pessoas continuam a receber do rendimento mínimo, nós pagamos-lhe mais 20% e subsídio de alimentação e elas podem continuar a tentar arranjar emprego”, esclarece o responsável.
 
Projeto está a ser um sucesso e poderá ser alargado
 
Graças ao seu impacto positivo na comunidade sénior, o programa “Vassouras & Companhia” foi escolhido entre mais de 500 mil para ser um dos finalistas do concurso do do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e Solidariedade entre Gerações 2012.
 
“O facto de estarmos na fase final do concurso já é muito bom e o facto de ser uma entidade externa a dar-nos este valor ainda mais”, frisa o autarca, salientando que houve “mais de meio milhar de candidaturas” à competição que decorre em Bruxelas e cujo vencedor será anunciado na terça-feira.
 
O sucesso tem sido tanto que até outras freguesias e a Santa Casa da Misericórdia já pediram ajuda aos mentores. Apesar de São José ser uma das freguesias que será agregada a outras no âmbito da reforma administrativa, Vasco Morgado diz estar confiante de que este programa não vai acabar.
 
“Acho que não deve acabar. Deve é crescer e, neste momento, já temos capacidade para aumentar. Temos pedidos de ajuda e já pedimos mais pessoas à reinserção social”, conclui.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close