Sociedade

Lisboa com 26 casas a concurso para atrair jovens

Está aberto até 13 de Dezembro um concurso da câmara municipal de Lisboa com vista à venda, por sorteio, de mais de duas dezenas de habitações municipais a jovens cidadãos.
Versão para impressão
Está aberto até 13 de Dezembro um concurso da câmara municipal de Lisboa com vista à venda, por sorteio, de mais de duas dezenas de habitações municipais a jovens cidadãos, nacionais ou estrangeiros, que não tenham (nem os próprios, nem quaisquer membros do agregado familiar) casa na capital portuguesa ou concelhos limítrofes. O objetivo é atrair mais população jovem à cidade para ajudá-la a renascer num momento em que o envelhecimento do país é crescente.
 
O concurso arrancou a dia 15 deste mês e destina-se a cidadãos que já residam em Portugal (independentemente da nacionalidade) e que, à data da candidatura, não tenham mais de 35 anos. Além disso, os candidatos devem ter a sua situação profissional ativa e os seus rendimentos devem situar-se dentro dos limites máximos e constantes do regulamento do concurso, que pode ser consultado AQUI.
 
No total vão ser colocadas à venda 26 frações localizadas nas freguesias dos Anjos, Mercês, São Domingos de Benfica e Marvila. Alguns dos imóveis foram recuperados e encontram-se “como novos” e “em bom estado de conservação”, ao passo que, segundo a autarquia, outros necessitam de “obras ligeiras”.

Todas as habitações vão estar abertas a visitas por parte dos eventuais candidatos em data e hora estipulada pela câmara municipal e os detalhes sobre cada uma – desde a morada ao preço e ao estado de conservação – estão disponíveis AQUI

 
A candidatura deve ser feita através do preenchimento de um Boletim de Inscrição disponibilizado pela câmara municipal e ser entregue em mão em três balcões da autarquia previamente determinados. Para se candidatarem, os interessados terão de pagar uma caução no valor de 50 euros, montante que só não lhes será devolvido caso sejam, após o sorteio, os efetivos compradores do imóvel ao qual se candidatam.
 
Segundo o regulamento, a atribuição das frações será feita por sorteio informático realizado em sessão pública. Para cada fração vai ser sorteado um adquirente e respetivos suplentes, com um limite de cinco, por ordem de sorteio. Os sorteados serão depois contactados através de carta registada para celebração do contrato-promessa de compra e venda ou da escritura definitiva. 
 
Clique AQUI para saber mais sobre o concurso e consultar a lista de documentos necessários à candidatura, bem como os locais para entrega da mesma.

[Notícia sugerida por Catarina Gouveia Homem]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close