Sociedade

Lisboa acolhe competição europeia de profissões

Centenas de jovens de vários países europeus vão mostrar o que valem em 51 profissões. Trata-se do Euroskills 2010, o Campeonato Europeu de Profissões, que vai realizar-se na Feira Internacional de Lisboa (FIL), entre os dias 9 e 12 de dezembro.
Versão para impressão
Centenas de jovens de vários países europeus vão mostrar o que valem em 51 profissões. Trata-se do Euroskills 2010, o Campeonato Europeu de Profissões, que vai realizar-se na Feira Internacional de Lisboa (FIL), entre os dias 9 e 12 de dezembro.

500 jovens, com idades compreendidas entre os 17 e os 25 anos, vão tentar provar que são os melhores em diversos ofícios a concurso, distribuídos por seis grupos: ourivesaria, a carpintaria, a gastronomia e até mesmo a sapataria. artes criativas e moda; produção, engenharia e tecnologia; transportes e logística; tecnologias da informação e comunicação; construção civil e obras públicas e serviços pessoais e à comunidade.

A presença dos jovens neste concurso serve para demonstrar a importância da qualificação profissional e das competências adquiridas. O seu desempenho é classificado por pontos e a partir de certo patamar técnico pode ser avaliado como “excelente”.

“A organização deste evento é uma oportunidade para mostrar a formação que fazemos e também para cativar jovens para a formação profissional”, refere ao Expresso Francisco Madelino, presidente do conselho diretivo do IEFP, entidade organizadora do Euroskills 2010..

Portugal e Espanha foram pioneiros na participação da primeira edição deste concurso, em 1950, quando ainda era designado por Olimpíadas do Trabalho. Sessenta anos mais tarde, o evento desenvolve-se à escala mundial e europeia, com provas em anos alternados.

De acordo com o Expresso, a organização espera receber 50 mil visitantes, dos quais 30 mil serão jovens. Para além de assistirem ao concurso, os visitantes poderão verificar na prática o que faz, por exemplo, um sapateiro, no espaço “Experimenta a Profissão”.

Neste evento, há também espaço reservado às empresas, para que estas possam dar a conhecer “as áreas em que recrutam para que quem nos visita tenha noção das suas necessidades e possa escolher a sua formação com base nessa informação”, refere Francisco Madelino.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close