Sociedade

Linha Oeste: Petição com mais de 2 mil assinaturas

NULL
Versão para impressão
A petição que, desde julho, circula na internet em defesa da Linha ferroviária do Oeste já conseguiu mais de duas mil assinaturas. A eletrificação do troço e a sua modernização são as principais reivindicações dos utentes da linha que corre o risco de ser extinta.

A Comissão Para a Defesa da Linha do Oeste, que está à frente da petição, foi recebida pelo PCP, Verdes e PS. A origem da sua luta está na ameaça feita por parte do Governo de encerrar a parte da linha que liga, atualmente, o Cacém à Figueira da Foz.

Numa altura em que os impactos ambientais são uma das preocupações dos governos de todo o mundo, veio a público a notícia de que o Governo PS se preparava para encerrar 800 quilómetros de ferrovia. A medida surgia como contrapartida da ajuda concedida pela Troika a Portugal. Do total, 127 quilómetros correspondiam à Linha do Oeste.

Citado pela Lusa, o líder da comissão, José Rui Raposo, caracteriza o troço ferroviário como de “importância vital para o desenvolvimento económico e social da região do Oeste”. O documento recorda ainda que a requalificação da linha era uma das medidas constantes do Plano de Ação do Oeste
.
Esta já é a segunda vez que este troço ferroviário é visado numa petição pública. Em setembro de 2010 chegou à Assembleia da República um documento semelhante. Assinado por mais de quatro mil pessoas, a petição reivindicava a “duplicação, eletrificação e correção de traçado de forma a permitir a circulação de comboios rápidos de passageiros intercidades e um serviço de mercadorias eficiente”.

A duração das viagens era outro dos pontos de enfoque. Os utentes exigiam um serviço “com adequados níveis de frequência, conforto e qualidade, garantindo-se que, pelo menos entre Lisboa-Leiria, o tempo direto de viagem não ultrapasse os 70 minutos”.

O documento que em agosto de 2010 ultrapassou as quatro mil assinaturas foi entregue em setembro, propondo a duplicação, electrificação e correção do traçado, visando, no futuro, a circulação de comboios rápidos, intercidades, de passageiros e um serviço de mercadorias eficiente.

Clique AQUI para aceder à petição online.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close