Ambiente

Leite: Açores apostam em ‘vacas mais felizes’

A Bel Portugal, empresa que detém várias marcas de latícinios, como por exemplo os queijos Terra Nostra ou Limiano, acaba de anunciar o lançamento do programa Leite de Vacas Felizes, que tem como objetivo contribuir para uma produção de leite mais su
Versão para impressão
A Bel Portugal, empresa que detém várias marcas de latícinios, como por exemplo os queijos Terra Nostra ou Limiano, acaba de lançar o programa Leite de Vacas Felizes, que tem como objetivo contribuir para uma produção de leite mais sustentável.

A iniciativa irá atingir os cerca de 500 produtores de leite da região dos Açores, que terão agora a responsabilidade de produzir um leite único de qualidade superior, explica a empresa num comunicado enviado ao Boas Noicias.

A grande diferencição deste programa está na pastagem, ou seja, em vez de ficarem fechadas em estábulos, as vacas dos Açores serão criadas ao ar livre, alimentadas à base de erva fresca, durante todo o ano.  

A ação está dividida em cinco pilares essenciais: pastagem, bem-estar animal, qualidade, segurança alimentar, produção sustentável e eficiência. Para aderir ao programa e ser um produtor certificado, este terá que cumprir um conjunto de requisitos e boas-práticas agropecuárias.

Por outro lado, o produtor terá um conjunto de benefícios que passam por uma maior valorização do leite, suporte técnico dedicado, apoio na aquisição de sistemas informáticos e alguns benefícios sociais.

O programa foi anunciado num evento realizado nos Açores, em Ponta Delgada. “O lançamento do Programa Leite de Vacas Felizes é mais um passo na superiorização do nosso leite, vindo também criar valor e proteger o nosso bem mais precioso – os Açores, a nossa terra”, declarou Ana Cláudia Sá, Diretora Geral da Bel em Portugal.

Marca investe 7 milhões nos Açores em 2015

Para 2015 a BEL tem previsto um reforço de investimento nos Açores, na ordem dos 7 milhões de euros, que inclui investimento direto no Programa Leite de Vacas Felizes, bem como nas unidades fabris dos Açores.

No país, a BEL conta com três fábricas, duas nos Açores e uma em Vale de Cambra, que emprega atualmente cerca de 250 e 500 colaboradores, respetivamente. Nos Açores, a empresa conta ainda com o trabalho de 500 produtores locais.

Para além da Terra Nostra e Limiano, a BEL é detentora de outras marcas de latícinios, como por exemplo A Vaca que Ri e Babybel.

No ano passado, esta empresa faturou, em Portugal, cerca de 130 milhões de euros, registando um crescimento de mais 7% do que em 2013.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close