Saúde

Lamego tem solução inovadora para operar cataratas

O Hospital de Proximidade de Lamego acaba de tornar-se o primeiro do país a estar dotado com uma tecnologia inovadora laser - o "Femtosegundo" - que permite a realização de cirurgias às cataratas mais rápidas e precisas e uma melhor recuperação.
Versão para impressão
O Hospital de Proximidade de Lamego acaba de tornar-se o primeiro do país a estar dotado com uma tecnologia inovadora laser – o “Femtosegundo” – que permite a realização de cirurgias às cataratas mais rápidas e precisas e proporciona uma melhor recuperação do utente.
 
O anúncio foi feito pelo Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), que revelou, em comunicado citado pela Lusa, que foi realizada, esta terça-feira, na Unidade Oftalmológica do novo Hospital de Proximidade de Lamego, a primeira cirurgia do género com recurso ao laser “Femtosegundo”.
 
Esta foi a primeira vez que esta nova tecnologia cirúrgica foi utilizada em Portugal, quer a nível do Serviço Nacional de Saúde, quer na oftalmologia privada. Segundo o CHTMAD, esta técnica laser “garante a realização de uma cirurgia com mais precisão”, beneficiando “a própria recuperação do doente no pós-operatório”. 
 
“Com este novo tipo de intervenção é possível a realização de uma cirurgia oftalmológica mais rápida, eficaz e segura para o utente”, acrescenta o centro hospitalar no mesmo documento.

Hospital assegura cuidados a cerca de 100.000 pessoas
 

O Hospital de Proximidade de Lamego entrou em funcionamento a 11 de fevereiro deste ano, constituindo-se como a primeira unidade hospitalar nacional construída de raiz para ambulatório. Na sequência da sua abertura, o Centro Oftalmológico da Régua foi transferido para o local.
 
Este novo hospital possui 14 especialidades médicas e médico-cirúrgicas e três blocos operatórios para fazer cirurgias de ambulatório, com capacidade para realizar cerca de 10 mil intervenções cirúrgicas por ano. 
 
A unidade hospitalar oferece ainda consulta externa, urgência básica qualificada com capacidade para 60 mil atendimentos por ano, hospital de dia e visitas domiciliárias, que permitem o acompanhamento dos doentes, em suas casas. 
 
No total, é assegurada a prestação de cuidados a cerca de 100.000 habitantes dos 10 concelhos do Douro Sul. Quanto às cirurgias de ambulatório, o hospital dará resposta aos cerca de 350 mil habitantes que integram o CHTMAD. 
 
O hospital de Lamego representa um investimento de 42 milhões de euros, financiados a 79% por fundos comunitários, e insere-se num grupo de quatro unidades hospitalares, que contempla também Vila Real (onde se situa a sede social), Chaves e Peso da Régua, além de uma unidade de cuidados continuados em Vila Pouca de Aguiar.
 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close