Sociedade

Jovem paraplégica desfila na Moda Guimarães 2016

Sara Coutinho é um exemplo de vida. Um acidente, no ano 2000, deixou-a numa cadeira de rodas mas a jovem tem vindo a concretizar muitos dos seus sonhos. A conquista mais recente de Sara foi desfilar na Moda Guimarães 2016.
Versão para impressão
Sara Coutinho é um exemplo de vida. Um acidente, no ano 2000, deixou-a numa cadeira de rodas mas a jovem tem vindo a concretizar muitos dos seus sonhos. A conquista mais recente de Sara, que é apaixonada por moda, foi desfilar, em Março, na passerelle da Moda Guimarães 2016.
 
No dia 19 de Março, o Museu de Alberto Sampaio recebeu a I edição do evento Moda Guimarães. Poderia ser um desfile igual aos outros mas este evento marcou pela diferença já que contou com um desfile de moda inclusiva, onde participaram elementos da CERCIGUI, cooperativa de crianças inadaptadas. 
 
 

MODA GUIMARÃES Cercigui by Rafael Freitas

Publicado por Rafael Freitas – Atelier em Terça-feira, 22 de Março de 2016

Outro ponto alto do desfile, foi a passagem de Sara Coutinho pela passerelle. Na sua cadeira de rodas, Sara desfilou com um vestido vermelho do estilista Rafael Freitas e deu um brilho especial ao evento. “Foi um orgulho para nós!”, garante a organização do Moda Guimarães 2016 nas legendas das fotos divulgadas online. 
 

Sara Coutinho adicionou assim mais uma conquista ao longo percurso de sucesso que tem vindo a acumular desde o acidente que a deixou parcialmente paraplégica. 
 
“Participar e fazer a abertura de um grande estilista nacional e vimaranense e perceber o impacto positivo que teve na cidade de Guimarães a moda inclusiva, para mim é uma vitória pessoal. Obrigada mais uma vez a todos os que acreditam em mim e me incentivam a fazer sempre mais e melhor”, diz Sara Coutinho na sua página de Facebook.
 
A página conta com diversas reações de pessoas inspiradas pelo testemunho de Sara. “Adorei a sua página Sara. Testemunho de um amor enorme pela vida e de uma imensa vontade de testar os seus limites. É com orgulho que lhe digo que é uma fonte de inspiração!! Continue sempre assim, otimista, forte e determinada”, lê-se num dos comentários.
 
Ouro em natação adaptada
 
Sara tem vindo a relatar o seu percurso e a sua história de vida num site que criou para o efeito e também na sua página do Facebook. No site, Sara confessa que depois da queda que a deixou com uma lesão na coluna, enfrentou “uma batalha árdua de reabilitação física, emocional para recuperar novamente a sua auto-estima como ser humano”.
 
Depois de um período difícil, Sara encarou este episódio “como uma segunda oportunidade”. A verdade é que, desde aí, tem concretizado várias proezas, entre elas fazer surf, dar a cara por uma campanha da Parques de Sintra e participar em provas de natação adaptada, nas quais chegou a conquistar uma medalha de ouro. 
 
“Posso ser o que quiser em qualquer parte do mundo”, garante Sara, deixando um conselho a todos que passaram pelo mesmo: “não desistam, batalhem sempre, a vida vale mesmo a pena. Saiam de casa, divirtam-se, estamos neste mundo de passagem e cada minuto perdido faz toda a diferença nas nossas vidas.”

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close