Inovação e Tecnologia

Jovem cria aparelho que carrega telemóvel em segundos

O longo tempo de espera para que a bateria do telemóvel carregue pode estar a chegar ao fim, graças à invenção de Eesha Khare, uma jovem indiana de 18 anos que criou um sistema capaz de carregar uma bateria em apenas 20 segundos.
Versão para impressão
O longo tempo de espera para que a bateria do telemóvel carregue pode estar a chegar ao fim, graças à invenção de Eesha Khare, uma jovem indiana de 18 anos que criou um sistema capaz de carregar uma bateria em apenas 20 segundos.

O aparelho consiste num supercapacitor muito pequeno e flexível, o que permite que seja integrado com facilidade no interior das baterias dos telemóveis.

Este dispositivo tem uma elevada capacidade de armazenamento que permite carregar a bateria do telemóvel em segundos, funcionando como um carregador interno e independente.

O dispositivo de Eesha Khare faz com que o telemóvel tenha mais tempo de autonomia além de reforçar a resistência das baterias convencionais.

Ao contrário dos modelos que hoje conhecemos, que ao fim de cerca de mil ciclos de carregamentos começam a perder potência, este pequeno aparelho pode ser recarregado mais de 10 mil vezes, antes de começar a perder a sua eficácia.

Invenção premiada pela Intel pode ser adaptada aos carros

A invenção desta jovem residente na Califórnia (EUA) garantiu-lhe o prémio Intel Foundation Young Scientist Award, na semana passada, tendo sido distinguida pela sua capacidade de “reconhecer as necessidades cruciais de armazenar energia em dispositivos”.

Segundo o site oficial da multinacional norte-americana Intel, promotora do concurso mundial “Intel International Science and Engineering Fair”, depois da “rápida adaptação aos aparelhos eletrónicos portáteis”, este dispositivo “também tem potencial para ser aplicado a baterias de carros”.

Eesha Khare explicou ao jornal norte-americano NBC News que, por ser flexível, o dispositivo “pode ser usado numa grande variedade de aparelhos”.

A jovem indiana está agora a testar as capacidades da sua invenção e espera poder incorporá-la noutros dispositivos portáteis e em outro tipo de materiais, como roupas e outros tecidos.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close