Cultura

Jornal britânico elogia “alma poética” de Coimbra

NULL
Versão para impressão
“Glorioso passado, alma poética e sonoridade única”, são algumas das palavras com que o jornal britânico “The Telegraph” descreve a cidade de Coimbra, numa reportagem publicada esta segunda-feira.

O artigo, da autoria de Tim Pozzi, refere que a Universidade de Coimbra, fundada em 1290, é a mais antiga e distinguida do país, reforçando a importância da instituição com os 35.000 estudantes que emprestam à cidade a sua “vitalidade”, com as praxes e a serenata nos degarus da Catedral.

O fado de Coimbra não podia deixar de ser referido nesta peça que explica que se trata de um tipo de fado “único, cantado apenas por homens e considerado mais refinado que o de Lisboa”. “É maravilhoso de se ouvir mesmo que não se consiga perceber uma palavra que o cantor rebusque da sua alma angustiada”, lê-se no artigo.

Em termos de  monumentos, o destaque do jornal britânico vai para livraria do Palácio Real, com os seus arcos triunfais, paredes repletas de prateleiras com livros antigos e mesas embelezadas com arte lacada chinesa.

O jornalista Tim Pozzi retrata assim Coimbra como uma cidade onde “o antigo e o moderno casam”com “bonitas praças e avenidas adornadas com plantas e flores” salientando que, apesar do peso histórico da cidade, não faltam lojas, bares e cafés que se destacam pelo seu design moderno e original.

Clique AQUI para aceder ao artigo do The Telegraph.

[Notícia corrigida a 01/07/2011 às 17h29]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close