Fitness & Bem-estar

Jornal ABC destaca ‘novo’ mercado de Campo de Ourique

O renovado mercado de Campo de Ourique, em Lisboa, está em destaque no jornal espanhol ABC. A diversidade de espaços como as tasquinhas, os restaurantes, os quiosques e as bancas trouxeram, em apenas dois meses, muita vida à capital portuguesa. A com
Versão para impressão
O renovado mercado de Campo de Ourique, em Lisboa, está em destaque no jornal espanhol ABC. As tasquinhas, os restaurantes, os quiosques e as bancas trouxeram nova vida ao espaço. A comida confecionada com produtos portugueses, o vinho, a geladaria e o marisco com preços acessíveis são elogiados no artigo.

Depois de dois anos em remodelação, o mercado de Campo de Ourique renasceu, há cerca de dois meses, com um novo conceito inspirado no famoso mercado de São Miguel, em Madrid.

O artigo escrito pelo jornalista Belén Rodrigo destaca a nova vida do mercado que tem agora mais movimento e por isso “muita mais alegria”.

A intenção de beneficiar os produtos portugueses também é referida no artigo. “Pode-se escolher e comprar a carne ou o peixe, que também se vende para o exterior, e em seguida pedir ao cozinheiro para a confecionar”, revela Belén Rodrigo.

Também as diversas alternativas de espaços para almoçar ou jantar merecem elogios. Restaurantes de comida americana, “marisqueiras onde se pode comer ostras a 5 euros a unidade” ou as “tradicionais empadas com produtos portugueses” são “boas opções” para quem visita o mercado, lê-se no artigo.

Para além disso também “não faltam as tábuas de presunto e queijo, sushi e vinho ou as refeições tipicamente portuguesas como o pica-pau e a farinheira com ovos mexidos”.

“Para os mais gulosos há ainda gelados, crepes e waffles” mas também se pode optar por algo mais saudável como “comprar fruta” e “saboreá-la na praça central do mercado”, salienta Belén Rodrigo.

O artigo cita alguns dos comerciantes, que encaram com bons olhos as alterações feitas ao espaço. Contudo, há quem considere que é exagerado comparar este mercado com o de São Miguel, em Espanha. Carlos, um dos comerciantes da zona, lamentou que em “Portugal não haja uma cultura de tapas” mas reconhece que, mesmo assim, o bairro ganhou uma nova vida.
 
Clique AQUI para ler o artigo.

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close