Mundo

Japão: cão chama atenção para parceiro ferido

Nestes dias em que se procuram sobreviventes nos escombros deixados pelo sismo e tsunami que atingiu o Japão há quase uma semana, as equipas de resgate são muitas vezes ajudadas por cães que detetam e ajudam a salvar o maior número de pessoas. Mas mu
Versão para impressão
Nestes dias em que se procuram sobreviventes nos escombros deixados pelo sismo e tsunami que atingiu o Japão há quase uma semana, as equipas de resgate são muitas vezes ajudadas por cães que detetam e ajudam a salvar o maior número de pessoas. Mas muitas vezes são os próprios animais que precisam também de ajuda, quando são também eles as vítimas da catástrofe.

Foi o que aconteceu na zona japonesa de Ibaraki quando uma equipa de filmagem mostrava imagens da área devastada e se deparam com um cão castanho aparentemente inquieto e desorientado pelo ambiente de destroços à sua volta.

A equipa interessa-se pelo cão e vêem-no a dirigir-se para um outro animal visivelmente debilitado. O cão castanho fica todo o tempo em estado de alerta, mas senta-se ao pé do parceiro, um cão branco, provavelmente ferido, a quem se recusa abandonar.

As imagens de lealdade, amizade e apoio que se notam neste vídeo entre os dois animais comoveram quem as mais de 1.331.879 pessoas que assistiram ao vídeo no Youtube.

De acordo com o jornal Daily Telegraph e a CNN, ambos os cães foram resgatados pela equipa de resgate e socorro aos animais vitimados pelo duplo desastre natural do Japão. Tanto o cão castanho como o branco estão a ser devidamente tratados e irão também eles recuperar desta tragédia.



[Notícia sugerida pela utilizadora Teresa Semedo e Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close