Em Destaque Inovação e Tecnologia

Já há lençóis que reduzem o risco de asfixia dos bebés

Projeto de Mónica Ferreira foi amadurecido no Laboratório de Ideias de Negócio da UMinho
Versão para impressão
por redação

Um sistema de lençóis que reduz o risco de asfixia em recém-nascidos durante o sono foi desenvolvido na Universidade do Minho pela bracarense Mónica Ferreira. O “SafetyBabyBed” mantém os bebés em segurança quando estão a dormir, impedindo-os que deslizem na cama ou puxem os lençóis para cima da cabeça. Cerca de 20% das crianças vítimas de morte súbita são encontradas com a cabeça coberta por roupa de cama.

O conceito foi amadurecido no Laboratório de Ideias de Negócio e no Laboratório de Empresas, ambos promovidos pela TecMinho, interface universidade-empresa da UMinho. Surgiu depois de Mónica Ferreira, mãe de dois filhos, ter sido alertada pelos profissionais de saúde sobre o risco de sufocamento de bebés provocado pela roupa de cama e por ter conhecimento de “situações de susto” ocorridos com pessoas próximas. “Sabe-se que os latentes, nos primeiros meses de vida, não têm ainda bem desenvolvido a perceção da obstrução e os reflexos de defesa. O objetivo é que esta solução proporcione aos bebés e aos pais um sono mais tranquilo, diminuindo drasticamente o risco de abafamento”, explica a promotora de 42 anos.

O projeto destaca-se pelo seu design único que impede o bebé de deslizar para baixo dos lençóis, graças a um sistema de retenção/segurança que é ajustável consoante o crescimento e amovível a qualquer momento. Ou seja, os lençóis poderão ser usados normalmente a partir daí. Este modelo integra ainda um fecho adaptado para a criança não se destapar durante a noite, mantendo a temperatura ideal. Desta ideia nasceu a B-Mum, uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções seguras e práticas para pais e filhos.

O “SafetyBabyBed” está em fase final de patenteamento e à venda online e em mais de 20 lojas do país. Chegou à semifinal do concurso “Acredita Portugal – Novo Banco 2015”, foi apresentado ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, numa iniciativa realizada no âmbito da Capital Iberoamericana da Juventude – Braga 2016, e venceu recentemente o 1º Prémio do programa “Novas Empresas Tecnológicas Têxteis”. Tem contado com o apoio da TecMinho, do Serviço de Pediatria e Neonatologia do Hospital de Guimarães e do CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close