Mundo

Israel cede à pressão e deixa entrar ajuda

Pela primeira vez em três anos, Israel levantou o bloqueio que proibia a entrada de diversos alimentos na Faixa de Gaza. Legumes, frutas, sumos e doces entraram esta quarta-feira na região gerida pelo Governo do Hamas.
Versão para impressão
Pela primeira vez em três anos, Israel levantou o bloqueio que proibia a entrada de diversos alimentos na Faixa de Gaza. Legumes, frutas, sumos e doces entraram esta quarta-feira na região gerida pelo Governo do Hamas.

A informação foi confirmada pela coordenadora da Administração Civil em Gaza, Nili Aharon, citada pelo Jornal de Notícias: “Chegaram produtos que antes eram proibidos, como pacotes de batatas fritas, frutas e legumes”.

Israel tem vindo a exercer um severo bloqueio sobre a Faixa de Gaza desde 2006 e, desde então, apenas autorizou a entrada de alguns alimentos básicos e proibiu a maioria de aparelhos eletrónicos ou de construção, alegando que poderiam ter fins militares.

Contudo, após o ataque à Frota da Liberdade, uma embarcação que levava ajuda humanitária ao país, a pressão sobre Israel aumentou consideravelmente.

Tony Blair (enviado da ONU, EUA e Rússia ao Médio Oriente) mostrou-se animado face ao levantamento parcial do bloqueio a Gaza, mas ressalvou que “Israel tem o direito de inspeccionar tudo o que entre em Gaza” acrescentando que “não existe nenhuma dúvida de que há gente em Gaza que quer matar israelitas inocentes. No que diz respeito a segurança, estou com Israel a 100%”, referiu em entrevista ao Canal 10.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close