Sociedade

Irmãos percorrem Portugal em busca de emprego

Dois irmãos portugueses estão a preparar-se para percorrer o país a pé, unindo os extremos norte, litoral e sul de Portugal, numa viagem que pretende ser, em simultâneo, uma descoberta da cultura portuguesa e uma jornada à procura de emprego.
Versão para impressão
Dois irmãos portugueses estão a preparar-se para percorrer o país a pé, unindo os extremos norte, litoral e sul de Portugal, numa viagem que pretende ser, em simultâneo, uma descoberta da cultura portuguesa e uma jornada à procura de emprego. A partida está marcada para 22 de Setembro, em Guimarães, onde se assinalará o quilómetro zero da aventura.
 
O arquiteto Mateus Brandão, de 30 anos, e o seu irmão Cristóvão, de 25, engenheiro químico recém-licenciado, vão passar por mais de 30 localidades numa viagem que durará um total de doze semanas.

De acordo com os dois irmãos, naturais de Santa Maria da Feira, o objetivo é “ir em busca das tradições, património e heróis anónimos do país”, mas há também na base da iniciativa uma recusa em “ficar sentado à espera que surja uma oportunidade de trabalho”.

 
“Quanto mais viajo, mais gosto de Portugal”, confessa Mateus, em comunicado enviado ao Boas Notícias, sublinhando a vontade de “conhecer mais daquilo que nos carateriza enquanto povo”. No entanto, segundo o aventureiro, que, o ano passado, ligou o ponto mais a norte da Europa com o ponto mais a sul de África de comboio, há mais do que isso.
 
“Esta é também uma reação à crise, ao desemprego, a toda esta conjuntura”, destaca o jovem, que diz adorar viajar e vê o seu futuro relacionado com o turismo de aventura. “Sair pelo país a pé, com o meu irmão recém-licenciado, é uma forma de provarmos que, apesar das dificuldades, a nossa cultura e história nos inspiram sempre a lutar”, 
defende. 
 

No próximo sábado, pelas 15.00h, Mateus e Cristóvão partem de Guimarães, capital europeia da cultura. A viagem terá depois início no ponto mais a norte do país, Cevide, em Melgaço, e os dois jovens passarão por locais como Valpaços, Vila Nova de Foz Côa, Alcobaça, Castro Verde, Almodôvar ou Loulé.
 
A jornada termina em Faro, onde os irmãos vão entregar ao Presidente da Câmara Municipal um conjunto de símbolos nacionais recolhidos durante a caminhada. Entretanto, esperam mostrar que vale sempre a pena ir em busca de um futuro melhor sem sair do país, “nem que isso implique passar três meses a entregar currículos a pé por Portugal”, conclui Mateus. 

Clique AQUI para visitar o blog “De Cabo a Cabo” de Mateus Brandão, onde esta aventura será dada a conhecer.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close