Sociedade

Investigadora portuguesa vence prémio europeu

Uma investigadora portuguesa venceu o mais importante prémio europeu na área da Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa. O prémio de carreira Young Scientist Award deste ano foi entregue a Manuela Gomes, da Universidade do Minho, numa conferên
Versão para impressão
Uma investigadora portuguesa venceu o mais importante prémio europeu na área  da Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa. O prémio de carreira Young Scientist Award deste ano foi entregue a Manuela Gomes, da Universidade do Minho, numa conferência em Istambul, na Turquia.
 
A Sociedade Internacional de Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa decidiu distinguir a portuguesa pelo “desempenho de excelência na área da engenharia dos tecidos, medicina regenerativa e outras áreas de investigação afins”, evidenciado em “publicações científicas, citações, projetos financiados em concurso aberto, reconhecimento internacional e liderança científica”.

O Young Scientist Award destina-se a cientistas com menos de 40 anos, que tenham concluído o Doutoramento há menos de 10, e é um dos mais importantes prémios da Europa na distinção de jovens investigadores.

Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a Universidade do Minho esclarece que “a categoria de Young Scientist visa salientar o trabalho de jovens cientistas a trabalhar na Europa na área da Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa, cujo curriculum tenha claras evidências de excelência bem cedo na carreira”.

O galardão foi entregue na Conferência Anual da Secção Europeia da TERMIS (Sociedade Internacional de Tecidos e Medicina Regenerativa), que decorreu no final de Junho, em Istambul, na Turquia. 

Um percurso e trabalho de reconhecimento
 
Manuela E. Gomes licenciou-se em Engenharia Metalúrgica e de Materiais, na Universidade do Porto, em 1997, obteve o seu Mestrado em Engenharia de Polímeros na Universidade do Minho, em 2001, e doutorou-se em Ciência e Tecnologia de Materiais – Engenharia de Tecidos/Materiais Híbridos, em 2005. 

É investigadora-fundadora do Grupo de Investigação 3B’s (Biomaterials, Biodegradables and Biomimetics) e Vice-Diretora do Grupo.

O seu trabalho de investigação foca-se essencialmente em ossos, cartilagens e, mais recentemente, em estratégias de engenharia de tecidos do tendão, nomeadamente no desenvolvimento de suportes para cultura de células (scaffolds) baseados em polímeros de origem natural, fontes de células estaminais (medula óssea e tecido adiposo) e sistemas de cultura dinâmicos (bio-reactores). 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close