Ambiente

Inglaterra: Orangotango obeso faz dieta

Oshine, uma orangotango fêmea que ficou órfã pouco depois de nascer, foi adotada por um casal sul africano que a alimentava desregradamente. Agora com 13 anos, Oshine pesa o dobro do que seria normal e, por isso, está a ser tratada num centro britâni
Versão para impressão
[Imagem: © Monkey World]

Oshine, uma orangotango fêmea que ficou órfã pouco depois de nascer, foi adotada por um casal sul africano que a alimentava desregradamente. Agora com 13 anos, Oshine pesa o dobro do que seria normal e, por isso, está a ser tratada num centro britânico para macacos, onde troca os hambúrgueres por frutas e legumes.

A orangotango viajou de Joanesburgo para Dorset, em Inglaterra, apenas no final de agosto. Contudo, o centro Monkey World, onde agora está instalada, já está a par da situação desde 2008, quando o casal da África do Sul percebeu que não tinha condições para cuidar adequadamente de Oshine, como animal de estimação.

A equipa do Monkey World tratou de todos os preparativos ao mínimo detalhe, tendo mesmo viajado até Joanesburgo, para conhecer Oshine e fazer com que esta se familiarizasse com a jaula construída especialmente para a sua viagem até território britânico.

“Um voo de longa duração para uma espécie em risco e tão delicada como o orangotango traz muitas dificuldades e riscos. Com o problema do peso de Oshine, ficámos particularmente preocupados com os arranjos da viagem e em garantir que o trajeto seria seguro e livre de stress”, disse Alison Cronin, diretora do Monkey World, em declarações à BBC Brasil.

Ao mesmo tempo que a sua dieta é rigorosamente planeada pelos especialistas do centro, Oshine está a ser criada junto a quatro crias de orangotango e uma mãe adotiva, para que “aprenda” a agir como um orangotango, já que nunca teve contacto com outros animais da sua espécie.

A dieta, baseada em frutas e legumes, com frango e ovos duas vezes por semana, é complementada pelo exercício físico; Oshine pode escalar as instalações de dois andares especialmente construídas para o efeito. Os especialistas acreditam que a orangotango pode regressar ao peso normal dentro de meses.

Segundo a BBC, espera-se que Oshine possa vir a acasalar, no próprio centro, para formar a sua própria família quando estiver mais adaptada ao novo estilo de vida.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close