Sociedade

Indagadas condições de canis e gatis municipais

NULL
Versão para impressão
O CDS-PP questionou as 308 câmaras do país sobre as condições dos canis e gatis municipais depois de ter recebido muitas cartas e e-mails sobre o assunto, disse à Agencia Lusa o deputado João Rebelo.

João Rebelo, disse à Lusa que “as questões sobre os canis e gatis são um dos maiores temas dos ‘e-mails’ que os cidadãos enviam”, lembrando que esta é uma altura do ano crítica em termos de abandono de animais.

A bancada do CDS-PP tem feito chegar desde o final do mês passado às 308 câmaras municipais 616 requerimentos questionando diversos pontos sobre este tema: a lotação das instalações, se as houver, quanto tempo é que os animais ficam nos canis/gatis, qual a percentagem de animais que tem como destino a adoção, o regresso aos donos e o abate, se as condições proporcionadas são suficientes e qual o destino das carcaças dos animais após o abate.

O deputado, que integra a Sociedade Protetora dos Animais e acompanha este assunto na bancada parlamentar, diz que “não há dados” sobre estas questões.
Segundo João Rebelo, “as câmaras estão a responder” e as respostas integrarão depois uma base de dados nacional sobre a qual o CDS-PP publicará “um memorando” no site do partido.

João Rebelo acrescentou que a única solução que existe para impedir que os cães e gatos fiquem ao abandono são os canis ou gatis da responsabilidade das autarquias.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close