Sociedade

Idosos: Autarquias lusas recebem prémio da OMS

As autarquias de Póvoa de Lanhoso, Maia e Fôz Coa acabam de ser distinguidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com o título de território amigo dos idosos.
Versão para impressão
As autarquias de Póvoa de Lanhoso, Maia e Fôz Coa acabam de ser distinguidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com o título de território amigo dos idosos. Os três municípios portugueses receberam o respetivo diploma esta quinta-feira, em Genebra, na Suíça, pelas mãos do Diretor da Missão da Europa na OMS, John Beard.
 
As autarquias formalizaram ontem, junto da OMS, a candidatura à Rede Global de Cidades ou Comunidades Amigas dos Idosos, à qual pertencem cerca de uma centena de cidades de todo o mundo, que vem sendo trabalhada há vários meses. A organização anunciou, posteriormente, a decisão de as integrar na rede depois de uma análise prévia do seu trabalho.
 
Ao longo de cerca de dois anos, os três municípios desenvolveram, com o apoio da Associação Vencer o Tempo, o projeto “Vencer o tempo nas 7 cidades”, que procurou seguir e trabalhar todos os requisitos constantes do Guia das Cidades Amigas dos Idosos.
 
Para o fazer, durante aquele período, foram ouvidos os seniores de cada autarquia, promoveu-se a relação afetiva e efetiva entre jovens e idosos através de uma ação denominada “O Meu Amigo Sénior” e avaliaram-se também infraestruturas e avaliações para uma maior mobilidade de todos os cidadãos, em particular os mais velhos. 
 
A entrega do diploma contou com a presença de uma delegação portuguesa constituída por representantes dos três municípios, entre os quais o presidente da câmara municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, o assessor do Ministro da Saúde, João Abreu, uma representante da Direção Geral de Saúde, Maria JoãO Quintela, e a presidente da Associação Vencer o Tempo, Ivone Dias Ferreira.
 
Em comunicado, Manuel Baptista, autarca povense, congratulou-se com o reconhecimento internacional e com a integração nesta rede global, que considerou um “enorme orgulho” e um “estímulo” para a continuação do desenvolvimento de projetos e práticas de valorização para os idosos. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close