Sociedade

Homenagem ao Sr. do Adeus no Saldanha

O sr. do Adeus [ou sr. do Olá como gostava de sublinhar], um dos principais ícones da Lisboa do século XXI, morreu hoje aos 80 anos de idade. Os lisboetas estão a preparar uma homenagem a esta querida personagem através de uma concentração pelas 22ho
Versão para impressão
O sr. do Adeus [ou sr. do Olá como gostava de sublinhar], um dos principais ícones da Lisboa do século XXI, morreu hoje aos 80 anos de idade. Os lisboetas estão a preparar uma homenagem a esta querida personagem através de uma concentração pelas 22horas, na praça do Saldanha, onde João Manuel Serra [1931 – 2010] costumava acenar a quem passava de carro.

João Serra acreditava que com aquele gesto tornava as pessoas mais felizes. E a julgar pela reciprocidade com que lhe acenavam de volta, Lisboa ficava mesmo um pouco mais feliz. O encontro de homenagem está a ser preparado através do Facebook.

Proveniente de uma família abastada, João Manuel Serra chegou a admitir que nunca tinha trabalhado e que aquela era uma “profissão” diferente. Embora tenha começado como uma mera brincadeira, rapidamente, percebeu que o seu gesto arrancava sorrisos a quem passava.

Além deste hobbie, o sr. do Adeus tinha outra paixão: o cinema. Muitos domingos, João Serra ia ao cinema com o realizador e músico Filipe Melo. No blog “O Sr. do Adeus“, lê-se que Felipe Melo usava aquela página para documentar “as opiniões e observações de João Serra sobre os filmes e sobre a vida”.

No mesmo blog, o realizador e músico afirma: João Manuel Serra “era um dos meus melhores amigos, e terei muitas saudades das nossas idas ao cinema e de o ver a sorrir e a trazer alegria a todos os que o rodeavam”.

No Youtube há inúmeros vídeos com filmagens do Sr. do Adeus e no Facebook proliferam as páginas de homenagem: há até um grupo que pede uma estátua de João Serra no Saldanha. Num dos vídeo abaixo, retirado do Youtube, João Serra garante: “As pessoas não precisam tanto de mim como eu preciso delas”.

Esta mítica personagem de Lisboa foi ainda homenageada no álbum “Tantas Lisboa”, num dueto entre o Marco Rodrigues e Carlos do Carmo com letra de Boss AC intitulado “O homem do Saldanha” [ver segundo vídeo].









[Notícia atualizada a 11/11/2010 às 20:04]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close