Desporto

Hélder Rodrigues: “Trabalho, persistência e esforço”

NULL
Versão para impressão
Hélder Rodrigues continua a colecionar triunfos. Este ano, o terceiro lugar no Rali Dakar, o título de campeão do mundo de todo-o-terreno e, mais recentemente, a vitória no Rali de Marrocos contribuíram para elevar ainda mais o nome do motociclista português a nível internacional. Em entrevista ao Boas Notícias, conta que desde muito novo soube que era esta a carreira que queria seguir. Já lá vão quase duas décadas e, apesar de alguns obstáculos, o “Estrelinha”, como é conhecido, continua a brilhar.

Desde muito cedo que as motas fazem parte da sua vida. Quando e como é que essa relação começou?
Comecei a andar de moto aos 8 anos, quando o meu pai me ofereceu a minha primeira mota, uma Morini. Desde então, e com o apoio da minha família, tenho desenvolvido a minha carreira como motociclista.

Logo após as primeiras provas em que participou apelidaram-no de “Estrelinha”. Qual é a história dessa alcunha que se mantém até hoje?
Eu iniciei a minha carreira desportiva no Motocross e só quando fiz a minha primeira corrida de Enduro é que surgiu essa alcunha, que me foi atribuida por uma revista da especialidade onde foi publicado um artigo com o título “Nasceu uma estrela”. Daí à alcunha “Estrelinha” foi um pequeno passo.

Em pequeno já sonhava ser piloto profissional?
Sim. Acompanhei um familiar próximo que praticava enduro e quando fiz a minha primeira prova de Motocross, aos 13 anos, apercebi-me de que era esse o meu caminho.

Em 2006 participou pela primeira vez no Dakar e estreou-se com um nono lugar na geral. Que recordações tem dessa estreia?
Foi um início difícil, com muita aprendizagem, mas a classificação que obtive foi a recompensa. Ter começado com o 9º lugar deu-me vontade de chegar mais longe na modalidade de Ralis. As minhas recordações da prova são várias, nomeadamente por ter sido a prova em que comecei a navegar e, acima de tudo, porque foi o primeiro passo para atingir os resultados que tenho conseguido.

O acidente grave que sofreu em 2007 mudou-o de alguma forma enquanto pessoa e enquanto desportista?
É óbvio que mudou a minha perceção como atleta e até mesmo como pessoa. No entanto, foi mais um obstáculo que tive de ultrapassar.

Em algum momento teve medo que o futuro da sua carreira estivesse em risco?
Em determinadas alturas pensamos sempre que alguma coisa possa ser perdida. Mas apesar de o regresso à competição depois do acidente ter sido um grande desafio, sempre lutei para ultrapassar todos e quaisquer obstáculos com o objetivo de continuar a fazer aquilo de que gosto.

Este ano tem sido muito positivo: o 3º lugar no Dakar, mais recentemente o título de campeão do mundo de todo-o-terreno e agora a vitória no Rally de Marrocos. O que significam para si estes triunfos?
Mais do qualquer título, esta é a recompensa pelo trabalho que desenvolvi ao longo de todos estes anos.

Quais são os segredos do seu sucesso?
Trabalho, persistência e esforço.

Sente que o seu trabalho e o seu mérito são reconhecidos devidamente em Portugal e pelos portugueses?
Sim, tenho sentido o apoio de todos os que me acompanham em todas as alturas da minha carreira.

Que balanço faz da sua carreira?
Tem tido alguns altos e baixos, como é natural, mas regra geral o balanço que faço é positivo.

Olhando para trás, que momentos escolheria como os mais marcantes no seu percurso profissional?
Há quatro momentos que considero os mais especiais na minha carreira. Para começar, a vitória no Mundial de Enduro Júnior em 2000. Duas outras conquistas com grande significado foram a vitória no Six Days of Enduro Brasil e o 3º lugar que consegui este ano no Rali Dakar. Depois, claro, não poderia deixar de mencionar o título de campeão do mundo de ralis que alcancei também em 2011.

E agora, qual é o objectivo que se segue?
Agora, o meu objetivo é melhorar a prestação no Dakar do próximo ano.

CATARINA FERREIRA

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close