Saúde

Harvard apresenta nova ordem dos alimentos

Os Estados Unidos substituíram a tradicional pirâmide dos alimentos por um prato dos alimentos onde a prioridade são os óleos saudáveis, fruta, vegetais, cereais integrais, feijões e proteínas.
Versão para impressão

Os Estados Unidos substituíram a tradicional pirâmide dos alimentos por um prato dos alimentos. Óleos saudáveis, fruta, vegetais, cereais integrais, feijões e proteínas são as prioridades do novo guia nutricional elaborado por uma equipa de Harvard.

Foi o próprio governo norte-americano que, há uns meses, decidiu substituir a tradicional pirâmide dos alimentos por um prato dos alimentos, que ficou conhecido como MyPlate.

No entanto, os peritos da Escola de Saúde de Harvard defendem que o MyPlate é demasiado simplista e não oferece noções suficientes sobre nutrição, por isso lançaram agora a sua própria versão do prato, intitulada Healthy Eating Plate. Tal como o prato do governo norte-americano, o prato de Harvard está divido em quatro secções principais mas oferece mais detalhes nutritivos. 

Muitas variedades de vegetais, frutas de várias cores, grãos integrais e proteínas saudáveis são as principais sugestões do prato ideal de Harvard, que também recomenda a utilização de óleos saudáveis como o azeite, a ingestão de bebidas como água, chá e café, recomendando ainda um consumo muito moderado de leite, de arroz e massas brancas, de carne processada. Por fim, a tabela recomenda também que se evitem as bebidas açucaradas.

Walter Willett, professor de Nutrição de Harvard, afirma que é importante especificar que tipo de alimentos se deve ou não comer para oferecer uma verdadeira orientação.

“Por exemplo, no prato de Harvard há uma distinção entre cereais processados e integrais”, explica Willett porque os alimentos baseados em cereais refinados, como o pão branco ou o arroz refinado, podem aumentar o risco de ataques cardíacos e diabetes tipo 2.

Azeite, grãos, feijões, cereias integrais e proteínas saudáveis
 
Por outro lado, é importante distinguir entre as proteínas saudáveis – carnes brancas, peixe, grãos, feijões e frutos secos – sublinhando a necessidade de ingerir gorduras saudáveis como o azeite. E nunca é demais sublinhar que batatas – sobretudo as batatas fritas – não são uma opção saudável como os vegetais, defendem os nutricionistas.
 
O prato de Harvard também indica que o consumo de leite deve ser limitado a um ou dois copos por dia já que, ao contrário do que se pensa, o “consumo excessivo de leite não previne doenças como a osteoporose”, salienta Willett.

Por fim, num dos cantos do prato nutricional, pode ver-se um conselho “extra” onde se lê “stay active” [mantenha-se ativo, em português], sugerindo que uma alimentação saudável deve ser sempre acompanhada de algum exercício físico.

Clique AQUI para aceder ao site da Universidade de Harvard dedicado ao site Healthy Eating Plate.

[Notícia corrigida a 18/01/2011 às 13h30]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close