Gastronomia

Há dois restaurantes lusos entre os melhores do mundo

Há dois restaurantes portugueses entre os 100 melhores do mundo. O Belcanto, em Lisboa, e o Vila Joya, em Albufeira, acabam de ser distinguidos pela The Diners Club® World's 50 Best Restaurants Academy.
Versão para impressão
Há dois restaurantes portugueses entre os 100 melhores do mundo. O Belcanto, em Lisboa, e o Vila Joya, em Albufeira, acabam de ser distinguidos pela The Diners Club® World?s 50 Best Restaurants Academy, organização que, anualmente, divulga um 'top' global escolhido com base nas críticas de especialistas internacionais.
 
Apesar de o anúncio dos nomes dos 50 melhores restaurantes mundiais só estar marcado para o próximo dia 1 de Junho, numa cerimónia em Londres, Inglaterra, a academia deu a conhecer, com antecedência, todos os estabelecimentos de restauração colocados entre o 51.º e o 100.º lugares da lista.
 
O 'top' de 2015 conta com dois representantes portugueses, um deles repetente e outro  estreante. O restaurante Belcanto, em Lisboa, do 'chef' José Avillez, que recebeu, no final do ano passado, duas estrelas Michelin, é a novidade nacional na lista da academia, tendo assegurado a 92.ª posição.

“Foi com uma grande emoção que vimos o Belcanto entrar para a lista dos 100 melhores restaurantes do mundo. Obrigado a toda a equipa. Obrigado, World's 50 Best”, escreveu José Avillez na sua página oficial no Facebook
 

O restaurante Vila Joya, em Albufeira, do 'chef' austríaco Dieter Koschina, repete, por seu lado, a presença na lista dos 100 melhores, embora, este ano, tenha sido alvo de uma queda acentuada na classificação: desceu do 22.º lugar mundial para o 98.º, caindo 76 posições face a 2014.  
 
Além do lisboeta Belcanto, a segunda metade do 'top 100' conta com outras 10 novidades oriundas dos quatro cantos do mundo, casos, por exemplo, do restaurante Beef Joe, em Montreal, ou do argentino Tegui, em Buenos Aires. 
 
Os 100 melhores restaurantes do mundo são selecionados, todos os anos, por um conjunto de mais de 1.000 especialistas – de 'chefs' a jornalistas -, escolhidos para integrar a academia graças “à sua opinião especializada sobre o panorama da restauração internacional” e divididos por um total de 27 regiões geográficas. 

Clique AQUI para conhecer a segunda metade deste 'top 100', onde figuram os restaurantes nacionais (em inglês).

Notícia sugerida por Maria Pandina, Maria da Luz e Ana Ferreira

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close