Ambiente

Grou-siberiano pode sobeviver à extinção

China, Rússia, Cazaquistão e Irão uniram-se para salvar o grou-siberiano (Grus leucogeranus) da extinção. Os quatro países encontram-se na rota de migração da ave, cuja sobrevivência tem sido monitorizada pelo Programa das Nações Unidas para
Versão para impressão
China, Rússia, Cazaquistão e Irão uniram-se para salvar o grou-siberiano (Grus leucogeranus) da extinção. Os quatro países encontram-se na rota de migração da ave, cuja sobrevivência tem sido monitorizada pelo Programa das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP, em inglês).

O grou-siberiano – caracterizado pelo seu 1,40m de altura e penas brancas – sobrevoa algumas das zonas mais secas do planeta, como montanhas e desertos. Por isso, o UNEP garantiu, entre 2003 e 2009, “a conservação e reabilitação de uma rede de 16 zonas húmidas, cerca de sete milhões de hectares, em duas principais rotas de migração”, esclareceu Claire Mirande, responsável pelo projecto, citada pelo Público.

Desde a década de 70 que sete das 15 espécies de grous estavam ameaçadas de extinção. O grou-siberiano enquadra-se, assim, na categoria da espécie Criticamente Ameaçada, com uma população estimada de 3000 a 3500 indivíduos.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close