Inovação e Tecnologia

Google: Novo serviço permite anexar dinheiro a e-mails

Chama-se Google Wallet e é o novo serviço do gigante norte-americano que vai permitir enviar dinheiro por e-mail para qualquer parte do mundo. O "envelope" virtual segue em anexo como qualquer outro ficheiro.
Versão para impressão
Chama-se Google Wallet e é o novo serviço do gigante norte-americano que vai permitir enviar dinheiro por e-mail para qualquer parte do mundo. A mais recente invenção da Google permite anexar a um e-mail uma quantia até 10 mil dólares (7.750 euros), como se faz com as fotos ou outros ficheiros.
 
Em breve, toda a gente pode receber e-mails com dinheiro anexado, mesmo sem ter um endereço gmail. A quantia enviada é paga através da carteira online da empresa, a Google Wallet. 
 
Para isso, o utilizador só tem de associar um cartão de débito ou crédito à carteira online da Google, a Wallet. Os números dos cartões são guardados de forma encriptada aos servidores da Google, de maneira a garantir a segurança e privacidade dos dados bancários. É ainda prometida uma garantia contra fraude 24 horas por dia e oferecida uma garantia contra transferências não autorizadas. 
 
Para já, a funcionalidade vai ser disponibilizada, por convite, a um número restrito de utilizadores, maiores de 18 anos e residentes nos Estados Unidos. A empresa acredita, no entanto, que o serviço deverá estender-se ao resto do mundo dentro de muito pouco tempo.
 
Concorrência direta ao serviço PayPal
 
A Google Wallet vem fazer concorrência direta à PayPal, o serviço online de transferências monetárias. Só em 2012, a PayPal movimentou mais de 145 mil milhões de dólares (ou seja, 112,5 mil milhões de euros). 
 
O objetivo da multinacional é unificar todas as transações financeiras eletrónicas através da sua Wallet, incluindo os pagamentos presenciais feitos nas lojas através da funcionalidade Near Field Communication (NFC), que permite trocas monetárias por tecnologia wireless (sem fios). Com esta tecnologia emergente, é possível, por exemplo, que um telemóvel seja usado como cartão de crédito, bastando encostá-lo ao terminal de pagamento de uma loja e autorizar o pagamento da compra.
 
Quanto a compras na Internet, as mesmas também poderão ser pagas através da Google Wallet. A loja online não tem acesso ao número do cartão de crédito e quem autoriza e se encarrega do pagamento é a entidade financeira da Google, a GPL.

Esta entidade, registada no Reino Unido, asegura todas as transações eletrónicas da Wallet. Quando um utilizador compra um produto numa loja, a Google paga de imediato à loja e depois cobra esse valor à Wallet do seu utilizador. Esta forma de transação (em dois passos) é possível depois de ser emitido um crédito temporário ao utilizador.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close