Cultura

Gonçalo M. Tavares vence prémio literário francês

O romance "Aprender a Rezar na Era da Técnica" valeu ao escritor português Gonçalo M. Tavares o prémio de Melhor Livro Estrangeiro publicado em França em 2010. Esta distinção criada em 1948 é considerada como uma espécie de "antecâmara do Nobel".
Versão para impressão
[Fotografia: © Teresa Sá]

O romance “Aprender a Rezar na Era da Técnica” valeu ao escritor português Gonçalo M. Tavares o prémio de Melhor Livro Estrangeiro publicado em França em 2010. Esta distinção criada em 1948 é considerada como uma espécie de “antecâmara do Nobel”.

O quarto livro da série “O Reino” – que inclui “Um Homem: Klaus Klump”, “A Máquina de Joseph Walser” e “Jerusalém” -, foi editado em Portugal pela Caminho, há três anos, mas chegou apenas este ano às livrarias francesas com o título “Apprendre à Prier à l’Ère de la Technique”, com tradução de Dominique Nédellec.

A obra foi também finalista de outros dois prestigiados prémios literários franceses: Femina e Médicis.

Gonçalo M. Tavares junta-se, desta forma, a escritores de peso como Robert Musil e Gabriel Garcia Marquez, que também arrecadaram o Prix de Meilleur Livre Étranger em 1958 e 1969 com as obras “O Homem sem Qualidades” e “Cem Anos de Solidão”, respetivamente.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close