Cultura

Gonçalo M. Tavares nomeado para prémio nos EUA

O escritor português Gonçalo M. Tavares está entre os 25 nomeados para o Prémio de Melhor Livro Traduzido nos Estados Unidos na categoria de ficção com a obra "A Máquina de Joseph Walser". O anúncio foi feito esta quinta-feira pela Caminho.
Versão para impressão
O escritor português Gonçalo M. Tavares está entre os 25 nomeados para o Prémio de Melhor Livro Traduzido nos Estados Unidos na categoria de ficção com a obra “A Máquina de Joseph Walser”. O anúncio foi feito esta quinta-feira pela Caminho.
 
De acordo com a editora portuguesa, a Three Percent, criada pela Universidade de Rochester e que é a organizadora do galardão patrocionado pela Amazon, anunciou, na terça-feira, a lista de nomeados, da qual fazem parte, além do autor luso, personalidades como Herta Müller, Clarice Lispector e Michel Houellebecq.
 
Publicado nos Estados Unidos pela editora Dalkey Archive Press, sob o título “Joseph Walser's Machine”, o livro de Gonçalo M. Tavares que se encontra a concurso foi traduzido por Rhett McNeil.
 
O Prémio de Melhor Livro Traduzido nos EUA é atribuído anualmente ao melhor livro traduzido para inglês e publicado naquele país, sendo que para a escolha do vencedor é tida, habitualmente, em conta a qualidade da obra e a tradução.
 
Segundo a Three Percent, este galardão assume-se como “uma oportunidade para honrar e distinguir tradutores, editores e outros agentes literários que ajudam a disponibilizar literatura de outras culturas aos leitores americanos”.
 
A editora Caminho adianta que, entre os 25 nomeados, de dezanove países e de treze línguas diferentes, estão, por exemplo, a Prémio Nobel da Literatura Herta Müller, com o livro “Tudo o que Eu Tenho Trago Comigo”, Clarice Lispector, com “Um Sopro de Vida”, e Michel Houellebecq, autor de “O Mapa e o Território”.

Finalistas vão ser anunciados em Abril
 

Os finalistas vão ser anunciados no dia 10 de abril e a cerimónia de entrega dos prémios decorrerá em Nova Iorque no dia 4 de junho. O autor e tradutor das obras distinguidas nas categorias de Ficção e Poesia receberão, então, um prémio monetário de cinco mil dólares (cerca de 3.800 euros) cada atribuído pela Amazon.
 
O júri do prémio é constituído pela editora Monica Carter, o tradutor e crítico Tess Doering Lewis, Scott Esposito, do Center for the Art of Translation, Susan Harris, de Words Without Borders, o tradutor Bill Martin, Bill Marx, da Arts Fuse, Michael Orthofer, da Complete Review, Stephen Sparks, da Green Apple Books, e Jenn Witte, da Skylight Books.
 
Relembre-se que Gonçalo M. Tavares está também nomeado para o International IMPAC Dublin Literary Award 2013 pelo livro “Aprender a Rezar na Era da Técnica”, tal como o Boas Notícias avançou em Novembro do ano passado.
 
Nascido em Luanda, em 1970, o escritor já foi laureado com prémios como o Prémio Portugal Telecom (2007), o Prémio José Saramago (2005), o Prémio LER/Millenium BCP (2004) e o Prémio do Melhor Livro Estrangeiro publicado em França (2010) com o romance “Aprender a Rezar na Era da Técnica”.
 
Os livros de Gonçalo M. Tavares – com traduções em 45 países – deram ainda origem a peças de teatro, de ópera, objetos artísticos e vídeos de arte.

[Notícia sugerida por Ana Oliveira]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close