Sociedade

Gémeas nascem a bordo de avião da Força Aérea

Duas gémeas nasceram, na madrugada do passado sábado (06), a bordo de uma aeronave de C-295M da Força Aérea. As meninas vieram ao mundo durante uma evacuação médica entre a ilha das Flores e a ilha Terceira, nos Açores.
Versão para impressão
Duas gémeas nasceram, na madrugada do passado sábado (06), a bordo de uma aeronave de C-295M da Força Aérea. As meninas vieram ao mundo durante uma evacuação médica entre a ilha das Flores e a ilha Terceira, nos Açores, e a história fez sucesso nas redes sociais, onde tem sido amplamente partilhada.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, o Comando da Zona Aérea dos Açores conta que a “Melissa e a Maisa foram os primeiros bebés a nascer a bordo da Aeronave C295M” e as 32.ª e 33.ª crianças a nascer, até à data, num avião da Força Aérea.
 
De acordo com o mesmo comunicado, as meninas nasceram às 08.23h (hora dos Açores) “nas coordenadas 3915.41 N 029º 49 20 W e com os pesos de 1,690Kg e 1,790kg”, tendo o parto sido assistido “por uma equipa médica da Unidade de Evacuações Aéreas do Hospital de Angra do Heroísmo”.
 
A mãe e as crianças “encontram-se bem de saúde” e receberam, entretanto, a visita  da tripulação da Esquadra 502 – Elefantes, que passou pela Unidade de Cuidados Especiais Pediátricos e Neonatais do Hospital de Santo Espírito de Angra do Heroísmo, onde as três estão a ser acompanhadas.
 
O acontecimento ficou marcado “na história da Força Aérea como o primeiro nascimento a bordo da aeronave C-295 da Esquadra 502-Elefantes”. O primeiro parto a bordo de um avião da Força Aérea aconteceu há cerca de 20 anos, a 3 de Julho de 1993, na aeronave C-212 AVIOCAR.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close