Negócios e Empreendorismo

Fundão promove inovador pastel de nata de cereja

O pastel de nata de cereja, criado por um chefe da Escola de Hotelaria e Turismo do Fundão, quer transformar-se numa marca nacional com o objetivo de ser reconhecido além-fronteiras.
Versão para impressão
O pastel de nata de cereja do Fundão quer transformar-se numa marca nacional com o objetivo de ser reconhecido além-fronteiras. A iguaria foi criada há dois anos pelo chefe João Paulo Carvalho, da Escola de Hotelaria e Turismo do Fundão (ETH Fundão), e o concelho prepara-se agora para a promover em Portugal e no estrangeiro.
 
As cerejas são um símbolo incontornável do Fundão, que produz, em média, cerca de seis mil toneladas deste fruto por ano, o que equivale a metade de toda a produção portuguesa. Aproveitando este ícone concelhio, a ETH Fundão apostou num produto inédito que o une a um dos bolos mais apreciados no nosso país.
 
“Achamos interessante juntar o que é a marca cereja do Fundão, uma das mais conhecidas em termos de qualidade da fruta a nível nacional e internacional, com talvez o nosso bolo mais conhecido, que é o pastel de nata”, explicou o presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, durante a apresentação do programa de promoção.
 
Até ao momento, este doce especial tem estado à venda em várias feiras e festas locais, mas o objetivo dos responsáveis é fazê-lo “entrar no quadro das nossas pastelarias”, tornando-o amplamente difundido. Um dos primeiros a prová-lo fora do Fundão poderá mesmo ser o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, que o autarca convidou para a conferência “A Magia da Cereja do Fundão”, em Lisboa.
 
Depois de o governante ter mencionado a importância do reforço da imagem do pastel de nata no estrangeiro, Paulo Fernandes decidiu aproveitar a oportunidade, salientando a importância de contar com o ministro “na promoção deste produto” para torná-lo um dos derivados do pastel tradicional.
 
O programa de divulgação engloba 13 ações que terão lugar de Norte a Sul do país e ainda em Bruxelas, entre Maio e Julho. Durante as diversas ações, a cereja servirá como mote para dar a conhecer toda a oferta turística e gastronómica do Fundão.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close