Em Destaque Sociedade

Forças Armadas reforçam dispositivo de vigilância e rescaldo dos fogos florestais

Versão para impressão
O Gabinete do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas anunciou ontem o reforço do dispositivo de vigilância e rescaldo dos fogos florestais com cerca de 1000 operacionais e dois meios aéreos a mais, que estarão no terreno até amanhã (segunda-feira).

Atualmente, as Forças Armadas estão a colaborar na vigilância, patrulhamento e no rescaldo dos principais incêndios que estão a fustigar o país, com um total de 590 militares, através dos seguintes empenhamentos:

– 39 Missões de Patrulhamento dissuasor (436 militares) nos distritos de Aveiro, Braga, Leiria, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real, Viseu, Setúbal, Lisboa e Coimbra através de 13 Pelotões (2 da Marinha e 11 do Exército), 4 Destacamentos de Engenharia, 1 Equipa de 5 psicólogos e 1 helicóptero em alerta;

– 19 Equipas de Vigilância (2 da Marinha e 17 do Exército, num total de 75 militares) no âmbito do Protocolo estabelecido entre as Forças Armadas e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) para a vigilância às matas e florestas nacionais – plano FAUNOS.

Os aviões da Força Aérea que reforçam os meios previstos pela calamidade pública decretada até segunda-feira estão equipados com câmaras que detetam calor e são usados em patrulhamentos de combate à imigração ilegal ou tráfico de droga. O C295 e o P3 vão ajudar a detetar focos de incêndio e possível atividade criminosa de fogo posto à noite.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close