Cultura

Festival RESCALDO volta a soar música da vanguarda

De 20 de Fevereiro a 1 de Março, o festival RESCALDO regressa a Lisboa para aquela que será a sua sétima edição. Determinado a pôr em evidência alguma das mais significativa produção nacional do panorama das músicas de vanguarda, o mesmo vai contar c
Versão para impressão
De 20 de Fevereiro a 1 de Março, o festival RESCALDO regressa a Lisboa para aquela que será a sua sétima edição. Determinado a pôr em evidência alguma das mais significativa produção nacional do panorama das músicas de vanguarda, o mesmo vai contar com um total de doze concertos, entre a Culturgest e a loja de discos Trem Azul, e ainda um dj-set.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a organização conta que o objetivo passa por assinalar não só figuras de “indiscutível importância, mas também projetar para um novo patamar nomes que constituem promessas sólidas da criação nacional contemporânea”. 
 
Dessa forma, tanto a Culturgest como a icónica loja de discos Trem Azul, em Lisboa, vão receber doze concertos e um dj-set, colocando lado a lado “músicos de diferentes origens, backgrounds e influências e estilos diversos”. 
 
Numa celebração da crescente diversidade e universalidade, o evento vai, pela primeira vez, contar com encontros entre nomes nacionais e internacionais, por forma a fazer um registo fiel à abertura e crescente internacionalização da música criativa portuguesa”. 
 
Entre os sons que se vão fazer ouvir, destaque para os oriundos do mundo da eletrónica, da livre improvisação e das tangentes, que se estendem ao longo do”vasto espetro do rock e do jazz”. 
 
No painel é possível encontrar nomes como Nuno Rebelo, com o seu talento com guitarra elétrica e objetos amplificados, os Fat Freddy e a sua música “paradoxalmente negra e celebratória”, Tiago Sousa e Maria Leite, Eduardo Raon e Tomaz Grom, The Jack Shits e o seu 'garage rock' e ainda 10.000 Russos.
 
A ideia é, acima de tudo, assistir a um encontro de músicos, de públicos e de estéticas, num certame cujo papel é “de fundamental importância na compreensão da contemporaneidade lusa”. 

Conheça toda a programação e saiba mais sobre o festival AQUI.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close