Sociedade

Férias com animais tornam-se tendência na Europa

Estudo europeu revela que mais de metade dos donos de cães (54%) leva os animais de férias e um quarto dos donos de gatos (26%) faz o mesmo. 37% dos portugueses entre os que mais se preocupam em escolher destino de férias com animais.
Versão para impressão
Um estudo europeu divulgado esta semana revela que mais de metade dos donos de cães (54%) leva os animais de férias e um quarto dos donos de gatos (26%) faz o mesmo. Os portugueses estão entre os que mais se preocupam em escolher um destino de férias para onde possam levar animais.

O estudo, divulgado pelo site de alojamentos HomeAway, demonstra que passar férias com os animais de estimação é uma tendência em crescimento: 1 em cada 4 donos de cães e gatos (26%) na Europa, escolhe o local de férias na condição de poder levar os animais de estimação. 

O inquérito foi realizado a 3.002 donos de animais na Alemanha, Espanha, França, Itália, Portugal e Reino Unido revelou 1 em cada 5 inquiridos defende que é hoje mais fácil que nunca fazer férias com os animais de estimação. Boas notícias para 42% dos inquiridos que consideram os animais, parte integrante da família.

De acordo com o estudo, os portugueses são os que mais consideram os animais como parte da família (59%), seguidos de perto pelos espanhóis (56%). 

Além disso, 37% dos portugueses, donos de animais refere que escolhe o destino de férias com base no facto de poder ou não levar os animais consigo. A reduzida oferta de alojamentos que autorizem a permanência de animais, é vista pelos donos de animais portugueses (61%) como o maior impedimento para umas férias completas, com “toda a família” reunida.

O estudo enumera alguns obstáculos para quem decide levar os animais de férias. Encontrar alojamentos que aceitem animais é a principal barreira para quase metade dos donos de cães e gatos (48%).

Questões logísticas como período de quarentena (33%) para quem viaja para fora e custos proibitivos das viagens com animais (25%) são outras duas das razões mais referidas.

O estudo revela que em toda a Europa, o principal motivo para levar os animais de estimação nas férias, é o sentimento de culpa em deixá-los para trás, particularmente entre os donos de cães. 

Jovens e idosos são os que mais se preocupam

17% dos donos europeus diz que não pode disfrutar das férias sem levar o seu animal, enquanto o grupo etário dos 18 aos 24 é o que sente mais culpa em deixar os animais para trás (37%). Este grupo é ainda o que tem maior probabilidade de cancelar uma viagem de férias se não puder levar o animal. 

Esta tendência também se observa junto dos seniores já que 22% dos inquiridos com mais de 65 anos afirmam que não conseguem aproveitar uma viagem em pleno sem o seu animal de estimação.

O estudo também revela que os cães são os “turistas” mais frequentes entre os animais, uma vez que mais de metade dos donos (54%) prefere levar o seu amigo canino de férias. Em média, mais de um quarto (26%) dos donos de gatos leva os animais, mas os felinos franceses são os que viajam mais, com aproximadamente um terço (29%) dos franceses a referir que já levou os seus gatos nas férias. 

De acordo com a investigação, os três atributos mais importantes para um ambiente adequado para acolher animais durante as férias: um jardim vedado, grandes espaços abertos e o fácil acesso a espaços verdes.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close