Mundo

Facebook: Mãe encontra filha biológica ao fim de 20 anos

No Reino Unido, Sarah Mowbray conseguiu encontrar a filha, da qual foi afastada há quase 20 anos, através do Facebook. Levada pelos serviços sociais em 1995 pelas faltas de condições e dificuldades financeiras em que a mãe vivia, até agora Kayleigh M
Versão para impressão
No Reino Unido, Sarah Mowbray conseguiu encontrar a filha, da qual foi afastada há quase 20 anos, através do Facebook. Levada pelos serviços sociais em 1995 pelas faltas de condições e dificuldades financeiras em que a mãe vivia, até agora Kayleigh Marie era apenas uma memória para esta britânica de 41 anos.
 
A procura contava já com vários anos, mas só agora Sarah Mowbray conseguiu colher os frutos. Para encontrar a filha, tinha apenas em seu poder o seu primeiro e segundo nome, as únicas coisas que lhe restavam do ano de 1995, altura em que Kayleigh lhe foi 'arrancada' dos braços e posta aos cuidados de um orfanato.
 
No entanto, a mulher nunca desistiu de voltar a encontrar a filha, tendo, inclusive, ganho uma nova esperança com o aparecimento das redes sociais. Um dia, no Facebook, procurou uma vez mais por 'Kayleigh Marie' e, no meio de todos os resultados, dedicou-se a encontrar o rosto cujos traços fossem minimamente semelhantes aos seus, quando era mais nova.

“Não sabia o apelido dela e só com dois nomes, aqueles que eu sabia, apareceram-me centenas de resultados”, conta Sarah, citada pelo Daily Mail. “A certa altura pensei que ia ser impossível encontrá-la”.
 
No entanto, em Novembro, a persistência levou-a a cruzar-se com uma rapariga, de nome Kayleigh Marie Watts, cuja aparência a fez lembrar de quando era mais jovem. Arriscou e enviou um pedido de amizade. Pouco tempo depois, as duas estavam a trocar mensagens através do chat daquela rede social.
 
Ao fim de algum tempo de conversa, ambas se aperceberam daquilo que estava a acontecer: Kayleihg tinha encontrado a mãe biológica e Sarah a filha que procurava há mais de sete anos. Agora, as duas já passaram o dia da mãe (assinalado este domingo, no Reino Unido) juntas, com Kayleigh a ter, inclusive, a oportunidade de conhecer o seu meio-irmão, Daniel, de 17 anos, e o padrasto, Terry, de 39 anos.
 
“Encontrei a minha mãe biológica e descobri que temos imensas coisas em comum”, conta entusiasmada. “É incrível olhar para ela e ver alguém tão parecido comigo… Agora temos 20 anos de tempo perdido para recuperar. Mal posso esperar!”

Notícia sugerida por Maria Pandina e Maria Manuela Mendes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close