Negócios e Empreendorismo

Exportações de conservas aumentam 14,61%

A produção de conservas em Portugal registou pela primeira vez uma melhoria no saldo da balança comercial, na ordem dos 2,5%. A exportação do pescado registou em 2012 um aumento de 14,61%.
Versão para impressão
A produção de conservas em Portugal registou pela primeira vez uma melhoria no saldo da balança comercial na ordem dos 2,5%. Os bons resultados foram conseguidos graças a uma conjugação entre a diminuição das importações e o aumento das exportações da mercadoria.
 
Os dados foram revelados pelo Governo de Portugal, através dos índices da Datapescas, que mostram que o país exportou 185 milhões de euros em conservas no ano de 2012, registando-se, assim um aumento de 14,61% nas vendas para o estrangeiro em relação ao ano anterior.
 
As apostas na renovação e inovação do setor de produção das conservas são apontadas como principal justificação para estes resultados. O investimento no setor pode, aliás, ser observado com o financiamento público de três novas instalações no país que receberam entre 10 e 12 milhões de euros para o desenvolvimento da atividade.
 
Segundo os dados da Datapescas, as exportações de pescado em 2012 chegaram a um total de cerca de 185 mil e 600 toneladas, sendo que, aproximadamente, 71 mil correspondem à exportação de sardinha.

O aumento de 24 mil toneladas na exportação de conservas, em comparação com o ano de 2011, completa a tendência positiva que se tem vindo a registar nos últimos 3 anos em Portugal.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close