Cultura Em Destaque

Évora recebe mais de 30 artistas de todo o continente africano

Durante três meses Évora é o palco para uma celebração da cultura e arte africanas, com um programa que inclui concertos, exposições, performances e conferências.
Versão para impressão

 

De 25 de maio a 25 de agosto de 2018, o Palácio de Cadaval, em Évora, acolherá o festival Evora Africa, uma celebração da cultura e arte africanas com um diversificado programa de exposições, concertos, performances, conferências e DJs. O principal objetivo do festival é, ao longo dos 3 meses de duração, fortalecer os laços culturais e históricos, promover o intercâmbio entre África e a Europa, celebrar novas expressões artísticas urbanas e as suas influências sobre a cultura portuguesa. A escolha da data de inauguração, 25 de maio, que coincide com o Dia de África pretende ser mais um momento simbólico para comemorar as ligações históricas entre Portugal e o continente africano.

O programa musical, com curadoria de Alain Weber e Alcides Nascimento, conta com nomes como a Orquestra Ballaké Sissoko, Irmãos Makossa, Celeste Mariposa e Sara Tavares, entre outros.

A exposição “African Passions”, com curadoria de André Magnin (um dos maiores impulsionadores da arte africana dos nossos dias) e Philippe Boutté, trará até nós obras do icónico artista Malick Sidibé, de Chéri Samba, JP Mika e muitos outros. Esther Mahlangu, a artista sul africana de 82 anos, criará em Évora um mural, especificamente para o festival.

 

 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close