Mundo

EUA: Homem cede a sua casa a família sem abrigo

Aos 51 anos, o advogado norte-americano Tony Tolbert mudou-se... para casa dos pais. Porém, ao contrário do que se possa pensar, a decisão não se deveu ao facto de não ter dinheiro para pagar a renda ou de a mãe, já idosa, precisar da sua ajuda
Versão para impressão
Aos 51 anos, o advogado norte-americano Tony Tolbert mudou-se… para casa dos pais. Porém, ao contrário do que se possa pensar, a decisão não se deveu ao facto de não ter dinheiro para pagar a renda ou de a mãe, já idosa, precisar da sua ajuda. Deveu-se, sim, à generosidade que o fez ceder o seu próprio lar a uma família em apuros.
 
A história é avançada pela CBS News, que conta que Tony Tolbert, formado em Direito em Harvard, se inspirou em algo que era habitual na sua casa quando era criança. O seu pai costumava estender uma mão a todos aqueles que estivessem a passar por um momento difícil e, desde sempre, Tolbert acostumou-se a partilhar a residência com convidados “extra”, que ocupavam um quarto livre propositadamente para o efeito.
 
Recentemente, o advogado decidiu levar mais longe o altruísmo a que o pai o acostumou e cedeu a sua própria casa a um casal e aos seus quatro filhos que ficaram sem teto. “Não é preciso sermos o Bill Gates, o Warren Buffet ou a Oprah [para ajudar]. Podemos fazê-lo onde quer que estejamos, com o que quer que tenhamos, e eu tinha uma casa que podia colocar à disposição”, explicou à CBS.
 
Decidido a ajudar, Tolbert procurou um centro de acolhimento local que abriga mulheres e crianças em dificuldades, a Alexandria House, onde encontrou Felicia Dukes, uma jovem mãe sem possibilidade para oferecer um lar aos seus filhos, e que não quis acreditar na proposta que lhe estava a ser feita: o direito a uma casa durante um ano inteiro, sem precisar de se preocupar com despesas como a renda.

Um gesto por “um mundo melhor”

 
“Disseram-me que havia um homem que queria doar-me a casa dele durante um ano. E eu fiquei a olhar para a pessoa que me disse isso e perguntei: O quê? Está a falar a sério?”, recordou Felicia Dukes, que, durante o período que passou no abrigo, dividia um quarto com as três filhas e teve de ficar separada do filho mais velho, que, por ser rapaz, não podia viver no mesmo local.
 
Graças à dádiva de Tolbert, a família voltou a reunir-se e está agora na sua nova casa, onde o advogado deixou tudo para que Felicia Dukes, o marido e os quatro filhos beneficiassem do maior conforto possível. “Estou muito feliz”, confessou, em lágrimas, a norte-americana à cadeia televisiva.
 
Já o advogado, considera que a generosidade gera generosidade e sublinha que foi esse o pensamento que serviu de base a este gesto. “A gentileza cria gentileza, o amor cria amor. Acho que se pudemos partilhar um pouco do que temos, se fizermos com que as histórias das pessoas que fazem coisas boas por outras sejam mais do que as daquelas que fazem coisas horríveis ao próximo, teremos um mundo melhor”, concluiu.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close