Mundo

EUA: Cão protege família em assalto a residência

Um cão de raça pit bull está a ser considerado um herói depois de ter protegido a família durante um assalto à sua residência. Ruger, de três anos, defendeu a dona, Jayne Casteel, e o seu filho bebé, quando um estranho tentou entrar em casa.
Versão para impressão
Um cão de raça pit bull está a ser considerado um herói depois de ter protegido a família durante um assalto à sua residência. Ruger, de três anos, defendeu a dona, Jayne Casteel, e o seu filho bebé, quando um estranho tentou entrar dentro de sua casa, em Valparaiso, no estado norte-americano de Indiana, na madrugada da passada quarta-feira.
 
A história é avançada pelo jornal local Chicago Sun Times, que conta que, quando Jayne Casteel se preparava para trocar a fralda ao filho por volta das três da manhã, ouviu bater na porta de casa, constatando que se tratava de um estranho que já há duas semanas rondava a residência e tinha tocado à campainha perguntando por um homem que a família não conhecia.
 
Com a corrente na porta, Casteel abriu apenas uma frecha e o desconhecido pediu-lhe para utilizar o seu telemóvel porque o carro tinha avariado. A dona da casa disse-lhe, no entanto, que o telefone não estava a funcionar e enraiveceu o homem, que forçou a entrada, de acordo com o relatório divulgado pela polícia. 
 
Foi ao ouvir os gritos de Jayne Casteel e o choro do bebé que Ruger entrou em ação, junto com os outros dois cães da família. O pit bull agarrou o braço do assaltante e arrastou-o para fora de casa, mordendo-o ainda numa perna. O homem acabou por fugir, junto com o seu parceiro, mas a coragem do animal valeu-lhes a sua segurança.
 
De acordo com Jayne Casteel, Ruger não costuma ser violento – pelo contrário, é habitualmente “um bebé grande” – pelo que a dona garante não ter qualquer receio de o deixar perto dos filhos. A mulher admite mesmo que a família o treinou para intervir em casos em que fosse necessária proteção e diz ter ficado muito aliviada com a sua ajuda. “Estou muito orgulhosa dele”, disse ao Chicago Sun Times.
 
Apesar de alguns vestígios deixados para trás, nomeadamente dois sapatos e uma luva que, alegam as autoridades, deverão pertencer ao desconhecido, a polícia ainda não foi capaz de o localizar nem mesmo com a colaboração de um cão pisteiro.

[Notícia sugerida por Diana Rodrigues]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close