Mundo

EUA: Artista cria Barbie com medidas normais

Um artista plástico norte-americano concebeu uma boneca Barbie com base em medidas reais de jovens com 19 anos. Apesar de mais baixa e gordinha, o cabelo esvoaçante mantém-se e os resultados são surpreendentes.
Versão para impressão
Um artista plástico norte-americano concebeu uma boneca Barbie com base em medidas reais de jovens com 19 anos. Apesar de mais baixa e gordinha, o cabelo esvoaçante mantém-se e os resultados são surpreendentes. 
 
Com pescoço esguio, pernas longas e cintura de vespa, a boneca mais famosa do mundo é um constante alvo de polémica. Os padrões de beleza transmitidos pelo brinquedo vão totalmente contra os índices de saúde recomendados, pelo que muitos apontam o dedo à boneca, acusando-a de ser uma má influência para as crianças.


Mas, agora, Nickolay Lamn veio mostrar como seria a Barbie com medidas do mundo real. Ao contrário da beleza utópica que nunca se vê nas ruas, o artista plástico de 24 anos apresenta um modelo 3-D de uma boneca mais baixa, mais 'cheiinha' e de ancas mais largas.
 
Os dados que serviram de base para o seu trabalho foram divulgados pelo Centro de Prevenção e Controlo de Doenças, uma agência de saúde pública dos EUA, e correspondem às medidas de uma típica jovem norte-americana de 19 anos. 

Barbie comercial é anorética

Com uma altura de 1,63m e uma cintura de 85,4cm, a estatura de uma jovem real em nada se compara à da Barbie. Segundo Lamn, em termos de proporções, a boneca corresponderia a uma mulher com 1,75cm e 45,7cm de cintura. 

Ou seja, na sua versão humana, a Barbie pesaria cerca de 49kg e teria um Índice de Massa Corporal de 16,24, todos critérios correspondentes a um caso de anorexia.


Agora adaptada às médias reais de uma jovem com 19 anos, as medidas da boneca mudarem de um modelo 36-18-33 para um 32-31-33.
 
“Criei a Barbie normal porque acho que, se há a mínima hipótese de a Barbie influenciar negativamente as meninas e se a Barbie normal é igualmente gira, por que é que a Mattel não pode produzir uma Barbie assim?”, disse Lamn, em entrevista ao Daily Mail.

No entanto, houve quem criticasse ferozmente o trabalho deste artista de Pittsburg, na Pensivânia (EUA). “Houve muitas críticas ao meu trabalho por a Barbie ser só um brinquedo. Há pessoas que dizem que uma boneca não pode fazer mal a ninguém… Mas, se nós já criticamos as modelos esqueléticas, então também devemos estar abertos para a possibilidade de a Barbie influenciar negativamente as mais jovens. E eu quero mostrar que uma Barbie normal consegue ser ainda mais gira do que a Barbie original”.

 
Nickolay Lamn terminou o curso em 2011 no College of Business Administration da University of Pittsburg e não revela se tem algum projeto relacionado com o boneco Ken, conhecido por todos como o namorado da Barbie.

Clique AQUI para conhecer o blogue do artista.

Notícia sugerida por Vítor Fernandes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close