Ambiente

ETAR de Alcântara já está em funcionamento

NULL
Versão para impressão
A nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Alcântara começou a operar no domingoesença do primeiro-ministro, José Sócrates. A unidade vai tratar os esgotos domésticos de mais de 756 mil habitantes de Lisboa, contribuindo para despoluição do rio Tejo.

Situada no vale de Alcântara, zona urbana, a ETAR foi projetada tendo em conta a requalificação ambiental da zona e o seu enquadramento paisagístico, incluindo a construção e plantação de um jardim suspenso.

Para José Sócrates, a obra demonstra que Portugal "atingiu um ponto de maturidade" em matéria de políticas ambientais, vencendo "o fosso que separava [o país] dos países mais desenvolvidos", cita a assessoria de imprensa da Câmara de Lisboa.

Além do primeiro-ministro, também o presidente da autarquia lisboeta, António Costa, e a ministra do Ambiente, Dulce Pássaro, estiveram presentes na inauguração do passado domingo.

O autarca considerou que esta "é uma obra da maior importância, decisiva para permitir libertar o estuário do Tejo de grande parte da carga poluente que diariamente despejamos no rio".

Já Dulce Pássaro sublinhou que a infraestrutura está ao nível de muitas existentes em grandes cidades mundiais, sublinhando que aquela permite o reaproveitamento das águas tratadas para regas ou lavagens de ruas, entre outros, havendo já compradores (municípios e empresas) interessados.

Outra parte das águas tratadas será posteriormente deitada ao Tejo junto à Doca de Santo Amaro.

A ETAR de Alcântara representa um investimento na ordem dos 70 milhões de euros. Trata-se da maior ETAR coberta do país e vai tratar e desinfetar todas as águas residuais provenientes de parte do município de Lisboa, incluindo a zona ribeirinha do Terreiro do Trigo, em Santa Apolónia, até Belém, e parte dos municípios de Amadora e Oeiras.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close