Sociedade

Estudo: Há um dia e uma hora propícios para fazer amor

Um estudo levado a cabo pelo site norte-americano Lovehoney revela que há um dia e hora preferidos pelos casais para ter relações sexuais. Segundo o mesmo, o fim da tarde de sábado, mais precisamente às 19h37, é quando mais casais se envolvem intimam
Versão para impressão
Um estudo levado a cabo pelo site norte-americano Lovehoney revela que há um dia e hora preferidos pelos casais para ter relações sexuais. Segundo o mesmo, o fim da tarde de sábado, mais precisamente às 19h37, é quando mais casais se envolvem intimamente e fazem amor, apesar do desejo e da ansiedade atingirem o seu pico, no mesmo dia, às 16h33.
 
Com base num inquérito feito a cerca de 1.500 casais norte-americanos, as conclusões dão a conhecer o fim de tarde de sábado como a altura preferida para fazer amor. A escolha corresponde a 44% dos inquiridos, que dizem que as melhores circunstâncias surgem no final de uma refeição romântica e de um tempo no sofá, a ver televisão. 
 
A seguir ao sábado, o domingo é o segundo dia eleito pelos casais, com 24% dos votos e, em terceiro lugar, a sexta-feira, com 22%. No entanto, a verdade é que, segundo o estudo, há uma diferença de três horas entre o momento em que se sente mais desejo e aquele em que o mesmo é concretizado.
 
A investigação, enviada em comunicado ao Boas Notícias, revela que o maior desejo é sentido por volta das 16h33. A falta de tempo ou de oportunidade tornam-no, contudo, irrealizável, a não ser algumas horas mais tarde. Outra situação idêntica é a vontade de fazer amor com o parceiro sentida logo pela manhã, que, no entanto, é posta de lado por 90% dos inquiridos devido a questões de trabalho. 
 
Quanto à altura do ano em que se sente mais desejo sexual, dois terços dos inquiridos elegeram o Verão como aquela em que sentem, de longe, mais vontade. Segue-se o Inverno, apenas com 16% dos votos, a Primavera, com 14% e, em último, o Outono, com 4%. 
 
Cerca de 45% dos casais inquiridos confessaram ter de planear a sua vida sexual devido à falta de tempo e questões profissionais que dominam o seu dia-a-dia, pelo que seis em cada dez casais admite reservar um hotel para fazerem umas 'escapadelas' e terem algum tempo a sós para o sexo e a intimidade. 
 
O estudo deu ainda para conhecer as atividades mais populares antes do sexo, que passam por uma refeição romântica, seguida de um tempo no sofá a ver TV, uma conversa íntima, ou então uma ida a um bar ou uma saída com os amigos. 

Saiba mais AQUI.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close