Saúde

Estudo: Comer amêndoas ajuda a controlar a fome e o peso

Comer trinta amêndoas por dia reduz a sensação de fome e ajuda a perder peso. As conclusões são de um estudo norte-americano, segundo o qual 'petiscar' cerca de 50 gramas de amêndoas por dia ajuda a saciar a fome e, como tal, a controlar o peso.
Versão para impressão
Comer trinta amêndoas por dia reduz a sensação de fome e ajuda a perder peso. As conclusões são de um estudo norte-americano, segundo o qual 'petiscar' cerca de 50 gramas de amêndoas por dia ajuda a saciar a fome e, como tal, a controlar o peso.
 
Por apenas 250 calorias, é possível controlar a fome, a gordura absorvida pelo organismo e ainda reforçar os níveis de vitamina E. Os lípidos monoinsaturados deste fruto seco e alto teor de fibra contribuem para uma sensação de saciedade. 
 
Comer tem vindo a tornar-se cada vez mais um passatempo nas diferentes sociedades e 97% das pessoas acalma o estômago com um 'snack' pelo menos uma vez por dia. No entanto, embora esse seja um hábito que ajuda a controlar a fome, o mesmo está a dar azo a uma epidemia de obesidade.
 
Para contrariar esse efeito, um novo estudo, levado a cabo por uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue, em Indiana, nos EUA, vem revelar que a ingestão de amêndoas pode reduzir a fome sem aumentar o peso.
 
Segundo os mesmos, comer cerca de 50 gramas de amêndoas torradas, levemente salgadas, todos os dias, ajuda a “reduzir a fome, melhora os níveis de vitamina E e contribuiu para uma maior absorção das boas gorduras”.
 
Durante quatro semanas, os cientistas analisam os efeitos que o consumo desta dosagem de amêndoas tinha no peso e no apetite de 137 adultos. Os mesmos  foram divididos em cinco grupos: um de controlo, que não comeu qualquer tipo de fruto seco ou semente, um outro que comeu cerca de 50 gramas juntamente com o café da manhã, outro que as comia ao almoço, outro durante o período da manhã e outro durante o período da tarde.
 
Aos voluntários não foram atribuídas quaisquer tipo de regras, limitando-se a seguir os seus padrões alimentares e exercícios físicos habituais. Os resultados deram conta que, apesar da ingestão de 250 calorias por dia com estas amêndoas, elas não têm qualquer tipo de implicação a nível do peso, antes pelo contrário.
 
“O que esta pesquisa sugere é que as amêndoas podem ser uma boa opção de lanche, especialmente para aqueles que estejam preocupados com o peso”, refere Richard Mattes , professor de Ciências da Nutrição da Universidade de Purdue e principal autor do estudo, citado pelo Daily Mail.
 
“Os participantes compensaram as calorias adicionais fornecidas pelas amêndoas para que o consumo diário de energia não subisse. A fome diminui e o desejo de comer nas refeições seguintes também, particularmente quando as amêndoas foram consumidas como lanche”.
A gordura monoinsaturada presente neste fruto seco é a principal responsável por este efeito, bem como o seu alto teor de fibra e de proteína.

Estudos anteriores tinham já revelado que o consumo de amêndoas reduz o risco de cancro no fígado, graças aos níveis elevados de vitamina E que a amêndoa possui, igualmente determinantes na prevenção de doenças cardíacas e lesões a nível da visão consoante a idade.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close