Desporto

Estudo: benefícios do futebol para a saúde

A Universidade de Copenhaga iniciou um projeto internacional de investigação sobre os potenciais benefícios da prática de futebol em vários campos da saúde, à qual a Universidade do Porto (UP) se associou recentemente. Prevê-se que, no fina
Versão para impressão
A Universidade de Copenhaga iniciou um projeto internacional de investigação sobre os potenciais benefícios da prática de futebol em vários campos da saúde, à qual a Universidade do Porto (UP) se associou recentemente. Prevê-se que, no final deste ano, estejam publicados cerca de 20 artigos científicos acerca da matéria.

Até ao momento, os estudos efetuados com pessoas de ambos os sexos e de diferentes idades permitiram concluir que a prática do chamado “desporto-rei” pode melhorar não só a força muscular, mas também o equilíbrio postural, a densidade mineral óssea e a resposta reflexa a impulsos súbitos na região lombar, avança o portal Ciência Hoje.

Estes resultados são animadores, particularmente para a população mais idosa, já que que o maior risco de quedas e fraturas regista-se com o aumento da idade, pelo enfraquecimento dos ossos e da capacidade de equilíbrio e desenvolvimento da força muscular. 

O contributo português

As faculdades de Desporto (FADEUP) e de Medicina (FMUP), da UP, são as instituições portuguesas envolvidas no projeto liderado pela Universidade de Copenhaga.

António Natal Rebelo, investigador da FADEUP, explica ao portal Ciência Hoje que “comparativamente com a corrida, as práticas desportivas com bola apresentam maiores níveis de tensão sobre o sistema musculo-esquelético, pelo que o exercício intermitente induz a este nível maiores vantagens do que o exercício contínuo”.

A partir de setembro, a equipa de investigadores FADEUP/FMUP vai desenvolver um conjunto de estudos acerca do impacto da prática escolar do futebol no combate ao excesso de peso, incidindo também nos benefícios que o desporto pode trazer à vida de empresários, um grupo-alvo ainda não estudado no projeto. O objetivo é perceber de que forma o futebol pode reduzir os fatores de risco cardiovasculares, muitas vezes provocados por situações de stress.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close